179 relatos de violência contra mulheres por dia em 2015: o balanço do Ligue 180 (Portal Brasil – 26/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Do total de relatos, mais da metade são de agressões físicas; em média este tipo de violência alcança 92 denúncias por dia

O Ligue 180 registrou, no primeiro semestre deste ano, uma média de 179 relatos de agressão por dia, com um total de mais de 32 mil ligações relatando violência contra a mulher. O Ligue 180 é o telefone da Central de Atendimento à Mulher, um disque-denúncia do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos que é a principal porta de acesso aos serviços que integram a rede nacional de enfrentamento à violência contra a mulher.

Desse total, mais da metade das ligações, ou 16 mil casos, foram para relatar agressão física, o que representa 92 denúncias por dia. O segundo tipo de violência mais relatado foi o de agressões psicológicas, com aproximadamente 10 mil casos. A perseguição de mulheres, por exemplo, é um tipo de violência que se enquadra nessa classificação. Em média, são relatados 55 casos por dia de violência psicológica contra mulheres.

Ainda segundo o balanço de 2015 do Ligue 180, em 31% dos casos relatados de violência contra a mulher existe a chance de feminicídio. Das 32 mil ligações relatando violência, 75% dos denunciantes informam episódios recorrentes de violência, com episódios semanais de agressão. A Lei do Feminicídio – Lei 13.104, de 09 de março deste ano, tornou o assassinato de mulheres qualificado quando feito por menosprezo à condição de mulher.

Outro caso que possui alguma frequência é o de cárcere privado, com média de oito denúncias por dia no Ligue 180. Já o número de relatos de violência sexual alcança aproximadamente sete casos diários nos seis primeiros meses do ano.

De acordo com o balanço, em comparação com o mesmo período em 2014, a Central de Atendimento à Mulher registrou aumento de 145,5% das denúncias de cárcere privado e de 65,39% nos casos de estupro. Apesar dos dados serem preocupantes, o aumento dos relatos mostra a conscientização da população perante a importância de realizar a denúncia.

No caso dos estados, o Distrito Federal tem a maior taxa de denúncias de violência, com 60 ligações a a cada 100 mil mulheres. O estado do Piauí aparece em seguida com 44 relatos por 100 mil mulheres e Goiás fica no terceiro lugar, com 35 ligações do tipo a cada 100 mil mulheres.

O serviço de denúncia funciona há mais de nove anos e já realizou mais de 4 milhões de atendimentos. Desde 2014, a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 acumula também as funções de acolhimento e orientação da mulher em situação de violência. O serviço também está disponível para brasileiras no exterior. São 16 países entre América Latina, Europa e América do Norte.

Confira o balanço do Ligue 180

Acesse no site de origem: 179 relatos de violência contra mulheres por dia em 2015: o balanço do Ligue 180 (Portal Brasil – 26/10/2015)