1ª Corrida e Caminhada da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres do município do Rio de Janeiro – 27/11/2016

A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM-Rio) cumpriu o acordado com o MINISTÉRIO PÚBLICO, através da Promotora Lúcia Iloísio, entre maio e outubro de 2016, de ampliar o acesso às informações e aos serviços prestados pelas Casas da Mulher Carioca Tia Doca e Dinah Coutinho, e pelo CEAM – Centro Especializado de atendimento à Mulher Chiquinha Gonzaga.

Por acreditar na inserção social através do esporte, a promotora sugeriu à SPM-Rio a organização de uma corrida pelo fim da violência contra as mulheres. O evento “1ª Corrida e Caminhada da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres do município do Rio de Janeiro – Empoderamento e Inclusão através do Esporte será realizada com percurso de 5km, no dia 27 de novembro, às 09 horas, no porto – Orla Luiz Paulo Conde.

SPM_corrida-caminhada_post-face-01 (2)

A iniciativa contará com a participação de instituições parceiras: Federação de Atletismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretarias Municipal e Estadual de Esporte, Lazer e Juventude, Sebrae, Instituto Nacional dos Surdos (INES), Instituto Benjamin Constant (IBC) e Delegacia de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vítima (DCAV).

O objetivo é realizar o evento durante a campanha mundial dos 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência contra as Mulheres. No Brasil, a campanha tem início em 20 de novembro – Dia da Consciência Negra, e termina em 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Os 16 Dias de Ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo. A data é uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, que se posicionaram contrárias ao ditador Trujillo, ficando conhecidas como “Las Mariposas”, e sendo assassinadas em 1960, na República Dominicana. Hoje, cerca de 150 países desenvolvem esta campanha. No Brasil, ela acontece desde 2003, por meio de ações de mobilização e esclarecimento sobre o tema.

SPM_Livreto-maria-penha_convite-lancamento