80% dos leitores participantes da enquete apoiam a prisão de homens que agridem sua companheira (A Crítica – 11/07/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A atriz e empresária Luiza Brunet, 54 anos, revelou que sofreu agressões do ex-companheiro, o bilionário Lírio Parisotto, que resultaram em quatro costelas quebradas. O fato aconteceu em 21 de maio deste ano, no apartamento dele, em Nova York. Já no Brasil, a atriz passou por exame de corpo delito e divulgou uma foto que mostra os resultados da agressão no seu rosto. A imagem faz parte do processo que a atriz move contra o ex. O empresário Lírio Albino Parisotto, de 62 anos, será citado na Justiça de São Paulo para responder a uma ação criminal baseada na Lei Maria da Penha.

O empresário Lírio Albino Parisotto, de 62 anos, será citado na Justiça de São Paulo para responder a uma ação criminal baseada na Lei Maria da Penha

O portal A Crítica questionou os leitores sobre a pena para casos como esse e 80% dos leitores votaram que a prisão é a solução mais adequada para este tipo de agressão, contra 20% que apoiam uma liminar que proíbe a aproximação entre agressor e agredido, e nenhum voto para Reabilitação em centro psicológico.

Lei Maria da Penha

Lei Maria da Penha – Lei 11340/06 | Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006. Esta Lei cria mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do § 8o do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Violência contra a Mulher, da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher e de outros tratados internacionais ratificados pela República Federativa do Brasil; Toda mulher, independentemente de classe, raça, etnia, orientação sexual, renda, cultura, nível educacional, idade e religião, goza dos direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sendo-lhe asseguradas as oportunidades e facilidades para viver sem violência, preservar sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual e social.

William Silva

Acesse no site de origem: 80% dos leitores participantes da enquete apoiam a prisão de homens que agridem sua companheira (A Crítica – 11/07/2016)