86% das mulheres vítimas de violência sexual no Piauí tem 20 anos (180 graus – 23/05/2014)

Somente nos últimos quatro meses de 2014, foram 145 casos, com média de 36,3 atendimentos por mês

As mulheres vítimas de violência sexual no Piauí contam com um serviço disponibilizado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) na Maternidade Evangelina Rosa, na região Sul de Teresina, o SAMVIS. O atendimento é oferecido às vítimas e às famílias do monitoramento das agressões e contam com serviços médicos, assistência social, psicólogos e enfermeiros. Desde a sua criação até o dia 30 de abril de 2014, o serviço atendeu 3.205 vítimas. Somente nos últimos quatro meses de 2014, foram 145 casos, com uma média de 36,3 atendimentos por mês.

“Ou seja, mais de uma paciente por dia. É importante observar que 86% das vítimas atendidas tinham até 20 anos de idade e 73% eram jovens de até 15 anos de idade. O SAMVIS é um serviço de atendimento às mulheres do Piauí e de outros Estados, vítimas de agressão sexual. Ele funciona desde outubro de 2004”, disse o médico Acilino Ferreira Ramos, integrante da equipe da direção da maternidade.

Os dados reunidos pelo serviço revelam que, na maioria das vezes, as agressões ocorrem no meio familiar, cerca de 26%. “Mais de ¼ (um quarto) dos agressores são pais e padrastos. No entanto, nem toda vítima chega a identificar seu agressor. Os motivos são os mais diversos: timidez, relação de parentesco com o agressor, dependência financeira e social”, contou.

Para análise e controle dos dados levantados, o SAMVIS divide a faixa etária das vítimas em grupo com intervalos de cinco anos. “Nessa divisão, é possível observar que o número de agressões é maior nas mulheres de 0 a 15 anos, em especial no grupo que tem de 11 a 15 anos de idade, com 296 casos registrados nos últimos 16 meses. Depois dos 20 anos, o número de vítimas diminui”, disse.

Com relação ao perfil dos agressores, Acilino Ferreira explica que já foram registrados casos em que o agressor tinha entre 0 e cinco anos. “Há dois casos de atendimentos onde os agressores tinham menos de um ano. Naturalmente, essa agressão não foi feita com seus órgão genitais. Pode ter acontecido com algum objeto”, contou. Também foi constatado um aumento no número de denúncias.

Fonte: Com informações do Jornal Diário do Povo
Publicado Por: Manoel José

Acesse no site de origem: 86% das mulheres vítimas de violência sexual no Piauí tem 20 anos; entenda (180 graus – 23/05/2014)