A cada 12 horas uma mulher é vítima de violência em SC (Portal SATC – 04/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Semana contra a redução da violência doméstica é realizada pelo Judiciário Catarinense

A campanha para a redução da violência contra a mulher segue até a próxima sexta-feira (7), em Florianópolis e outras cidades do estado. Idealizado pelo Núcleo de Execução Penal e Violência Doméstica do Judiciário Catarinense, a proposta visa diminuir os números, já que a cada 12h uma mulher do estado é vítima de violência doméstica.

De acordo com a desembargadora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina e coordenadora estadual de Execução Penal e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Cepevid), Salete Silva Sommariva, Criciúma é a terceira cidade mais violenta em relação à violência feminina. “No ranking: Mafra fica em primeiro lugar, seguida de Lages, Criciúma, Balneário Camboriú e Chapecó, respectivamente”, explicou.

Conforme a desembargadora, é importante conscientizar as mulheres através dos programas de prevenção oferecidos pelo Estado. “Há a forma de denúncia anônima que pode ser feita, principalmente para mulheres que têm medo de dizer que foram espancadas”, afirma.

Para ela, o objetivo geral da campanha “Justiça pela paz em casa” é a de destruir a cultura do machismo para que o índice não aumente ainda mais no estado. “Só no último semestre foram registrados 27 homicídios no estado por motivo de gênero”.

Além disso, a desembargadora afirma que até o final da campanha aproximadamente dez mil mulheres participarão das ações.

Acesse no site de origem: A cada 12 horas uma mulher é vítima de violência em SC (Portal SATC – 04/08/2015)