A pedido do MPSP, Justiça cassa liminar e Roger Abdelmassih voltará à prisão (MPSP – 17/08/2017)

Ex-médico foi condenado por 48 estupros contra 37 mulheres

A atuação integrada da Procuradoria de Habeas Corpus e Mandados de Segurança Criminais, da Promotoria das Execuções Criminais de Taubaté e do Núcleo de Execuções Criminais do CAOCRIM, coordenada pela Subprocuradoria-Geral de Justiça de Políticas Criminais e Institucionais, resultou na cassação da liminar concedida no plantão judiciário no HC impetrado em favor do sentenciado e ex- médico Roger Abdelmassih, condenado a uma pena de 181 anos de reclusão, pela prática de 48 estupros cometidos contra 37 mulheres.

O HC foi impetrado com o escopo de assegurar a permanência de Roger no regime de prisão domiciliar, opondo-se à decisão da juíza da Vara de Execuções Criminais de Taubaté que determinou o retorno dele ao sistema prisional, em virtude do Estado não mais disponibilizar o equipamento necessário à sua monitoração eletrônica.

Com a cassação da liminar o sentenciado deverá retornar ao cárcere.

Acesse no site de origem: A pedido do MPSP, Justiça cassa liminar e Roger Abdelmassih voltará à prisão (MPSP – 17/08/2017)