Ações em defesa das mulheres vítimas de violência doméstica são discutidas durante reunião do Condege

Na reunião realizada pelo Colégio Nacional de Defensores Públicos Gerais (Condege), na sexta-feira (28), no auditório da Defensoria Pública de Roraima, foram discutidas ações a serem implementadas pelas Defensorias em defesa da mulher vítima de violência doméstica. O evento foi conduzido por José Fabrício Lima, presidente do Condege.

Na ocasião, estiveram presentes Defensores Públicos de todo o Brasil falando sobre o assunto, uma vez que o número de mulheres vítimas de violência doméstica só aumenta no País. Dados apresentados pelo Colegiado mostram que, somente em 2018, 16 milhões de brasileiras sofreram algum tipo de agressão.

Segundo o presidente do Condege, a parceria entre o Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais e o Ministério da Justiça será fundamental para que as Defensorias Públicas possam de fato implementar e efetivar as ações em defesa da mulher. “Serão formuladas atividades em conjunto por todo o Brasil, para que, a partir de 7 de agosto, possamos implementar políticas públicas no âmbito da Defensoria Pública, com vista a propiciar um ambiente de resgate de cidadania e acolhedor para que as vítimas possam ter seus direitos protegidos”, ressaltou.

O Pacto Nacional em Defesa da Mulher irá coletar dados sobre alguns programas que estão em andamento nas Defensorias Públicas. “Cada Defensoria irá informar os dados de mulheres vítimas de violência doméstica e será repassado ao Condege”, afirmou Fabrício.

A próxima reunião do Colegiado acontecerá em Porto Alegre, em agosto, ocasião em que todos Defensores Públicos-Gerais irão se reunir novamente para discutir o assunto.

Veja mais fotos no Flickr: www.flickr.com/photos/[email protected]/

Redação e imagens: DPE-RR

Acesse no site de origem: Ações em defesa das mulheres vítimas de violência doméstica são discutidas durante reunião do Condege (Condege – 29/06/2019)