Acre vai realizar mais de 600 audiências durante 14ª Semana “Justiça pela Paz em Casa”

Campanha acontece de forma simultânea em todo o país

Vinte casos de feminicídio aguardam julgamento no Acre. Oito deles vão a júri popular até sexta-feira como parte da programação da 14ª Semana Justiça pela Paz em Casa, promovida pelo Tribunal de Justiça do estado.

Também estão marcadas 621 audiências relacionadas a esse tipo de crime, além de palestras preventivas em escolas e universidades. A iniciativa busca tirar do papel as medidas e penas previstas pela Lei Maria da Penha, um dos principais instrumentos de combate à violência contra mulher.

Isnailda Gondim, da Diretoria de Política para Mulheres do governo do Acre, destaca que os julgamentos reduzem a sensação de impunidade. O mutirão também potencializa o trabalho contínuo de conscientização dos homens já condenados, realizado pelo governo em parceria com o Tribunal de Justiça.

Sonora: “E esse trabalho… homens de transformação.”

A 14ª Semana Justiça pela Paz em Casa acontece de forma simultânea em todo o país. De acordo com o Conselho Nacional da Justiça, nos últimos dois anos houve aumento de 13% no número de processos pendentes relativos à violência contra a mulher. Em todo o país, tramitam aproximadamente 1 milhão de processos sobre o tema, sendo 10 mil relativos a feminicídios.

Por Repórter Nacional – Amazônia

Acesse no site de origem: Acre vai realizar mais de 600 audiências durante 14ª Semana “Justiça pela Paz em Casa” (EBC, 19/08/2019)