Acusado de estuprar e matar criança é condenado a 27 anos de prisão no RS (G1/Rio Grande do Sul – 26/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Crime aconteceu em novembro de 2013 e gerou revolta na população. Populares realizaram um protesto em frente ao fórum durante o júri

Um homem acusado de estuprar e matar uma menina de 7 anos foi condenado a 27 anos e meio de prisão na quinta-feira (25) em Barra do Guarita, no Noroeste do Rio Grande do Sul. O crime aconteceu em 2013 e gerou revolta no município.

Clique aqui para ouvir a reportagem

O julgamento de Roberto Sales começou as 10h de quinta-feira no fórum de Tenente Portela, no Noroeste do estado. O indígena foi levado ao tribunal do júri, acusado de estupro de vulnerável e homicídio.

Durante o julgamento, dezenas de pessoas se reuniram no fórum para pedir por justiça para o crime acontecido em 2013. Kimberly de Oliveira da Rosa, de 7 anos, brincava em um campo de futebol quando foi vista pela última vez na tarde do dia 29 de novembro.

A criança foi encontrada horas depois ainda com vida, ferida e com sinais de que havia sofrido violência sexual. No entanto, ela não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no hospital de Tenente Portela, no dia seguinte.

Na época do crime, Roberto estava foragido da Justiça. Ele já tinha antecedentes por roubo e estupro. Após ser preso ele confessou o crime e foi levado para o presídio de Três passos, onde aguardava pelo julgamento.

Acesse no site de origem: Acusado de estuprar e matar criança é condenado a 27 anos de prisão no RS (G1/Rio Grande do Sul – 26/08/2016)