Acusado de tentar matar juíza no Foro Regional do Butantã é condenado

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Ele vai cumprir pena também por cárcere privado.

        O 5º Tribunal do Júri da Capital condenou hoje (4) a 20 anos de prisão Alfredo José dos Santos, por tentativa de homicídio e cárcere privado praticados contra uma juíza do Foro Regional do Butantã, em março do ano passado. Na mesma decisão, os jurados absolveram o réu da acusação de tentar matar um vigilante.

        Os jurados reconheceram que na tentativa de homicídio contra a magistrada estão presentes as três qualificadoras contidas na denúncia – motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

        No dia dos fatos o acusado ingressou no fórum e jogou uma bomba incendiária no vigilante. Em seguida, dirigiu-se à sala de audiências onde se encontrava a juíza e ameaçou matá-la. Em um momento de descuido, acabou sendo dominado por policiais militares, que liberaram, assim, a magistrada.

        Na sentença, o juiz Adilson Paukoski Simoni destacou a personalidade extremamente perigosa do acusado, que atentou contra a vida de uma pessoa que simplesmente estava trabalhando, se utilizando de material altamente incendiário, em um prédio público em horário onde transitavam inúmeras pessoas, não só juízes, mas “desde réus, autores, testemunhas, policiais, advogados, promotores de justiça e defensores, até de pessoas estranhas à lida forense, que simplesmente então acompanhavam familiares, conhecidos, profissionais, ou que simplesmente por ali transitam, incluindo crianças, idosos, deficientes e cadeirantes”. O réu deverá iniciar o cumprimento em regime fechado, sem direito de recorrer da sentença em liberdade.

        Processo nº 0001260-97.2016.8.26.0052

Acesse no site de origem: Acusado de tentar matar juíza no Foro Regional do Butantã é condenado (TJSP, 05/07/2017)