Agredida por vídeo envolvendo policiais será indenizada (TJES – 10/12/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Uma mulher que foi agredida após ter supostamente gravado, em seu celular, um vídeo envolvendo dois policiais será indenizada pelo Estado em R$ 12 mil por danos morais. A sentença é da juíza do 1º Juizado Especial Criminal e da Fazenda Pública de Vila Velha, Ilaceia Novaes, e determina que o valor da indenização seja pago com correção monetária e acréscimo de juros.

Em dezembro de 2014, segundo as informações do processo n°0010106-92.2015.8.08.0035, após sair de um estabelecimento comercial do bairro onde mora, a mulher teria sido surpreendida pelos policiais, uma vez que os mesmos já a esperavam para tirar satisfações acerca de um suposto vídeo feito pela vítima e, segundo os autos, envolvendo os dois policiais.

A mulher alega que, ao negar a solicitação dos policiais de que entregasse seu aparelho de celular para que o suposto vídeo fosse apagado, sem ter direcionado qualquer ofensa aos mesmos, foi agredida com um tapa no rosto. A vítima sustenta que a agressão, foi tão forte, ao ponto de quebrar seu aparelho ortodôntico.

Após ter sido agredida, a mulher recebeu voz de prisão e foi encaminhada  para a Segunda Delegacia Regional de Vila Velha, onde chegou algemada, o que teria lhe causado um imenso constrangimento.

A magistrada ressaltou que o fato da requerente ter gravado um vídeo dos policias e negar entregar o seu aparelho celular para os mesmos, por si só, não justifica a humilhação de um tapa na rosto e a prisão indevida.

Andréa Resende

Acesse no site de origem: Agredida por vídeo envolvendo policiais será indenizada (TJES – 10/12/2015)