Alagoas adere ao programa “Mulher: Viver Sem Violência” (Gov de Alagoas – 06/11/2013)

O Estado de Alagoas vai aderir ao Programa “Mulher: Viver Sem Violência”, formalizado em 13 de março de 2013, por meio de acordo de cooperação nº 01/2013. A assinatura do termo de adesão ao programa ocorre nesta quarta-feira (6), às 10h, no auditório Aqualtune, do Palácio República dos Palmares, e contará com a presença da ministra chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci.

O programa “Mulher: Viver Sem Violência’’ comporta seis estratégias de ação: Casa da Mulher Brasileira, Ampliação da Central de Atendimento à Mulher (ligue 180), Centro de Humanização do Atendimento às Vitimas de Violência Sexual, Campanhas Continuadas de Conscientização e Unidades Móveis para Mulheres em Situação de Violência no Campo e na Floresta.

O programa foi firmado entre a Presidência da República, o Conselho Nacional de Justiça, o Conselho Nacional do Ministério Público e o Conselho Nacional dos Defensores Públicos de Gerais. Assinarão o termo de adesão a ministra chefe da Secretária de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR), Eleonora Menicucci; o governador Teotonio Vilela Filho; o prefeito de Maceió, Rui Palmeira; o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador José Carlos Malta Marques; o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá; e defensor público de Alagoas Daniel Alcoforado.

Durante o encontro, que contará com a presença da secretária de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, Katia Born, e da superintendente de Política para as Mulheres, Solange Viégas, a ministra Eleonora Menicucci entregará duas unidades móveis de atendimento às mulheres em situação de violência no meio rural e anunciará a entrega, em 2014, da Casa da Mulher Brasileira.

As duas unidades móveis são uma resposta às reivindicações da Marcha das Margaridas, que é uma ação estratégica das mulheres no meio rural para conquistar visibilidade, reconhecimento social e político e cidadania plena. Já à Casa da Mulher Brasileira será entregue, em 2014, construída e equipada, contando com organismos que fazem atendimento à mulher em situação de violência: Ministério Público, Delegacia da Mulher, Defensória Pública, Juizado Da Vara da Violência Doméstica, Casa de Passagem, Atendimento Psicossocial e uma Central de Transporte e instituições que visem fortalecer a autonomia econômica das mulheres.

Marcos Jorge

Acesse no site de origem: Alagoas adere ao programa “Mulher: Viver Sem Violência” (Gov de Alagoas – 06/11/2013)