ALESC aprova cessão de terreno para Casa da Mulher Brasileira (Alesc – 02/09/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Momento importante para as políticas públicas voltadas para a mulher e contra a violência doméstica em Santa Catarina.

A Assembleia Legislativa aprovou hoje, dia 02 de setembro, o projeto de lei 26/2015, que autorizou a cessão de uso de imóvel no município de Florianópolis para a construção e instalação da Casa da Mulher Brasileira.

Em julho, o governador Raimundo Colombo assinou a autorização para a cessão para a União de um imóvel com área de 4.940,87 mil metros quadrados  e área de 3.829,13 mil metros quadrados, por 20 anos, para a construção da Casa da Mulher Brasileira, na capital catarinense.

A área fica localizada no Bairro da Agronômica, próxima a 6°Delegacia de Atendimento a Mulher, a Criança e ao  Adolescente ao Idoso e ao Centro de Referência da Mulher.

“Uma grande vitória para as mulheres catarinenses, em especial, para as vitimas  de violência doméstica”,  afirmou a deputada Dirce Heiderscheidt (PMDB), que em junho visitou no Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, a primeira Casa da Mulher Brasileira inaugurada no país.

Números alarmantes
De acordo com o Mapa da Violência, Santa Catarina ocupa a 25ª posição no ranking, com uma taxa de 3,5 assassinatos a cada 100 mil mulheres.

Apesar da colocação de Santa Catarina como um dos estados em que menos se matam mulheres no Brasil, Lages é a 17ª cidade mais violenta do País. Em 2010 foram 14,9 homicídios para cada 100 mil mulheres, segundo o Mapa da Violência. Exatas 28.292 mil mulheres foram ameaçadas, mais de duas mil foram estupradas e 17.237 mil foram vitimas de lesão corporal. Aconteceram 333 mortes de mulheres em Santa Catarina vitimas de violência. São informações da Secretaria da Segurança Pública, que reúne dados das Policias Civil e Militar do ano de 2014.

Valquíria Guimarães

Acesse no site de origem: ALESC aprova cessão de terreno para Casa da Mulher Brasileira (Alesc – 02/09/2015)