Ameaça foi o principal crime cometido contra a mulher no DF em 2013 (R7 – 16/01/2014)

A ameaça foi o principal crime entre as denúncias de violência contra a mulher no Distrito Federal em 2013, com 62,9% dos registros. O crime de injúria foi o segundo mais denunciado, sendo alvo de 52,1% das denúncias, e a injúria em terceiro lugar, com 31,5%.

O número de denúncias aumentou 12,1% de 2012 para 2013, chegando a 14.731, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (14) pela Secretaria de Segurança Pública do DF.

Em 2013, apenas cinco das 31 regiões administrativas registraram queda no número de denúncias: Taguatinga, Sobradinho, Varjão do Torto, Cruzeiro e SIA. A maior participação no índice total foi registrada em Ceilândia (15,7%), com 2.315 casos.

— Esse número é positivo na medida em que revela que as mulheres estão se sentindo mais seguras e denunciando mais, ainda que saibamos que o número de denúncias é inferior ao de casos, disse a secretária da Mulher do DF, Olgamir Amância.

Para a delegada da DEAM (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher), Ana Cristina Santiago, a participação expressiva da ameaça entre o total das denúncias mostra que os homens também passaram a ter consciência de que a lesão corporal é um crime grave.

Os dados mostram que a maior incidência de crimes ocorre das 18h à meia-noite (mais de 20%) e aos fins de semana, chegando a 22,1% aos domingos.

O telefone para denúncias é Disque Direitos Humanos da Mulher (156, opção 6). O GDF mantém, por meio da Secretaria da Mulher, a Casa Abrigo, que acolhe mulheres ameaçadas de morte pelos agressores, e outros serviços especializados.

Acesse no site de origem: Ameaça foi o principal crime cometido contra a mulher no DF em 2013 (R7 – 16/01/2014)