Atendimento à Mulher vítima de violência doméstica é discutido em Nilópolis (Pref. Nilópolis – 18/06/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Município quer inovar e melhorar a forma como as mulheres são atendidas quando procurarem os órgãos municipais. O secretário municipal de cidadania garantiu total apoio às propostas que foram apresentadas

A Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos realizou o encontro “Discutindo a Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica no Município de Nilópolis”, no último dia 15h, no fórum Desembargador Alcides Carlos Ventura, em Olinda.

FORUM - Rede de Atendimento-2O objetivo central do encontro foi estabelecer um protocolo no fluxo de atendimento à mulher vítima de violência e fortalecer a rede com os organismos que atendem essa demanda, como a área de saúde, CRAS – Centro de Referência de Assistência Social e CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social. A reunião contou com a participação do secretário municipal de cidadania, Diogo Menezes; da subsecretária municipal de cidadania, Andréa Marques; da superintendente dos direitos da mulher, Luciana Moreira; do secretário de emprego, renda e desenvolvimento econômico, Julio Cesar; da promotora de justiça, Márcia Araujo e da Delegada, Teresa Pezza.

Diversas propostas de ações foram apresentadas para a efetivação da rede, dentre elas, um curso de capacitação para sensibilizar os profissionais que fazem o primeiro atendimento na área da saúde (enfermagem e agentes de saúde) e para os técnicos dos CRAS e CREAS sobre violência doméstica.

Também foi firmada parceria com a Secretaria Municipal de Emprego e Renda para inserção das mulheres no mercado de trabalho, Transferência do IML para o centro de Nova Iguaçu para melhorar o acesso das vítimas, visitas domiciliares da saúde com atendimento multiprofissional e Casa de Passagem para mulheres vítimas de violência, proposta esta da Subsecretária Andréa Marques.

A superintendente dos Direitos da Mulher, Luciana Moreira, apresentou um encaminhamento padrão, que será implementado por toda rede de atendimento para facilitar a chegada da mulher no Centro de Referência.

Segundo Luciana Moreira, ao ser detectada a violência, a vítima será orientada a procurar a Casa da Mulher Nilopolitana e a sua ficha de encaminhamento também será enviada para casa de referência. Mesmo que a mulher não procure ajude no momento por algum motivo, os profissionais da Casa da Mulher Nilopolitana entrarão em contato, para resgatar e ajudar de todas as maneiras possíveis a vítima de violência domestica.

“Essa é uma das ferramentas que utilizaremos para não perdermos essa mulher para a violência, precisamos tirar muitas mulheres da invisibilidade em que se encontram e dar dignidade através de cursos, palestras, emprego, saúde.” Declarou Luciana Moreira, que propôs ainda a criação de uma Comissão composta por representantes de todas as secretaria municipais para constituir uma Câmara Técnica que discuta a Política de Mulheres no município de Nilópolis.

Segundo o secretário municipal de cidadania e direitos humanos, Diogo Menezes, esses encontros são de suma importância para montar estratégias de combate à violência contra a mulher. Ele também garantiu apoio aos projetos apresentados.

“No que depender de mim, farei valer todos os projetos que foram apresentados hoje, eles não podem ficar só no papel. Eu como secretário juntamente com a equipe da Superintendência dos Direitos da Mulher nos empenharemos em transformar Nilópolis em referência ao combate da violência contra a Mulher”, finalizou o secretário.

Acesse no site de origem: Atendimento à Mulher vítima de violência doméstica é discutido em Nilópolis (Pref. Nilópolis – 18/06/2015)