Audiência pública do Naves tratará de casos de estupro no Bairro CIC (MPPR – 20/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Nesta quarta-feira, 21 de outubro, o Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Apoio à Vítima de Estupro (Naves), promoverá audiência pública para ouvir os moradores do bairro Cidade Industrial (CIC) sobre casos de violência sexual que vêm preocupando a comunidade. O encontro ocorrerá a partir das 14h30, na Regional Administrativa do CIC/Rua da Cidadania (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460).

Durante a audiência, profissionais que atuam no Naves falarão sobre os serviços gratuitos que são oferecidos aos cidadãos e sobre a importância de se denunciarem os crimes de estupro para que os autores não fiquem impunes. Além disso, o encontro terá a participação de representantes do Hospital de Clínicas, da Polícia Civil (Delegacia da Mulher), da Polícia Militar, e outros órgãos parceiros.

A Cidade Industrial de Curitiba foi escolhida para receber essa primeira audiência pública por conta do número de casos de estupro registrados na região, em comparação com outros bairros da cidade.

“É necessário conscientizar a população de que os estupradores muitas vezes agem de forma reiterada, fazendo novas vítimas, razão pela qual é indispensável que seja feita denúncia. Além disso, é importante saber que ao denunciar rapidamente o fato (em até 72 horas após o crime), a vítima terá atendimento especializado, com encaminhamento a hospital de referência, onde receberá atendimento médico, com anticoncepção de emergência (para evitar gravidez) e profilaxia das infecções sexualmente transmissíveis e do HIV.”, explica a procuradora de Justiça Rosangela Gaspari, coordenadora do Núcleo.

Núcleo de Apoio – Criado em novembro de 2013, o Núcleo de Apoio à Vítima de Estupro (Naves) presta assistência às vítimas de estupro, mediante orientação jurídica e apoio psicológico para minimizar as sequelas emocionais resultantes do crime. O serviço é gratuito e sigiloso.

O núcleo faz o acompanhando das investigações (inquéritos policiais) e das medidas cautelares, relacionadas a crimes de estupro praticados na capital, com o oferecimento das respectivas denúncias, para maior rapidez nos processos e a responsabilização dos autores.

Não são atribuição do Naves situações que envolvam crianças e adolescentes e violência doméstica, por serem abrangidos por outras promotorias especializadas (Núcleo de Gênero e Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, além da 13.ª Promotoria de Justiça e da 12.ª Promotoria de Justiça).

Acesse no site de origem: Audiência pública do Naves tratará de casos de estupro no Bairro CIC (MPPR – 20/10/2015)