Ban Ki-moon: crimes contra mulheres e abuso doméstico são ameaças ao progresso (Rádio ONU – 25/11/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Declaração do secretário-geral está em mensagem sobre o Dia Internacional para Eliminação da Violência a Mulheres, esta quarta-feira 25 de novembro; Ban afirmou que famosos marcos mundiais serão iluminados de laranja para simbolizar um mundo sem violência de gênero.

Em mensagem sobre o Dia Internacional para Eliminação da Violência a Mulheres, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, declarou: “os crimes atrozes cometidos contra mulheres e meninas em zonas de conflito e o abuso doméstico, encontrado em todos os países, são graves ameaças ao progresso”.

A data é celebrada esta quarta-feira, 25 de novembro, e marca o início de 16 dias de ativismo contra violência de gênero. A iniciativa termina em 10 de dezembro, que é o Dia dos Direitos Humanos.

Laranja

Ban destacou a campanha HeForShe, pela igualdade de gênero, que busca mobilizar homens e meninos na luta pelos direitos das mulheres. Ele também ressaltou sua campanha UniTe para pôr fim à violência contra mulheres.

Famosos marcos, em diversas partes do mundo, serão iluminados de laranja, cor escolhida para simbolizar um mundo sem violência contra mulheres e meninas.

Em sua mensagem, o secretário-geral afirmou estar “profundamente preocupado” com a difícil situação de mulheres e meninas em conflitos armados, sofrendo diversas formas de violência, incluindo sexual.

Conflito e Paz

Segundo Ban, “extremistas violentos estão pervertendo ensinamentos religiosos para justificar a subjugação e o abuso em massa de mulheres”.

O chefe da ONU ressaltou que até em áreas de paz, “a violência contra mulheres persiste em forma de feminicídio, violência sexual, mutilação genital, casamento precoce e violência cibernética”.

Ban destacou ainda que a recém adotada Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável reconhece a importância de se eliminar a violência contra mulheres e tem metas relacionadas à questão em diversos de seus objetivos.

Laura Gelbert

Acesse no site de origem: Ban Ki-moon: crimes contra mulheres e abuso doméstico são ameaças ao progresso (Rádio ONU – 25/11/2015)