Bancada feminina repudia ato de violência contra mulheres na capital (AdjoriSC – 17/02/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Deputadas federais assinam nota conjuntam em que defendem “rápida apuração e punição de culpados”

As três deputadas federais que compõem a bancada catarinense na Câmara dos Deputados divulgaram nesta quarta-feira (17) nota de repúdio sobre o caso noticiado pela imprensa estadual do médico nutrólogo acusado de assédio sexual contra pelo menos 14 pacientes. Angela Albino (PCdoB), Carmen Zanotto (PPS) e Geovania de Sá (PSDB) comprometem-se em acompanhar o caso “exigindo rápida apuração e punição de culpados”.

Em sua página oficial no Facebook, a deputada Angela defendeu que “é preciso por fim a toda forma de violência contra as mulheres”. No post, ela lamentou que santa Catarina seja um dos estados campeões em estatísticas de violência feminina. “Pelos dados oficiais, em 2014 foram registrados 49.359 no estado. Estudos indicam que a cada 12 horas uma mulher é violentada em algum município catarinense. Para combater esses e outros casos ainda desconhecidos, o melhor caminho é a denúncia”, manifestou.

Nota da bancada

A Bancada Feminina Catarinense na Câmara Federal, ainda chocada com as denúncias de crimes sexuais envolvendo o médico nutrólogo Omar Cesar Ferreira de Castro, vem a público manifestar seu repúdio a tais atos que, se confirmados, atentam gravemente contra todas as mulheres catarinenses e expressam o mais elevado grau de violência que uma mulher pode sofrer, principalmente ante as denúncias que tais crimes foram perpetrados em condições de redução da capacidade de decisão destas mulheres.

Outrossim, compromete-se esta bancada a acompanhar o caso, exigindo rápida apuração e punição de culpados

Assinam

Angela Albino
Carmen Zanotto
Geovania de Sá

Acesse no site de origem: Bancada feminina repudia ato de violência contra mulheres na capital (AdjoriSC – 17/02/2016)