Bill Cosby: Justiça nos EUA nega recurso em caso de abuso sexual (G1 – 08/07/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Advogados tentar fazer juiz descartar caso ocorrido em 2004. Se condenado, humorista pode pegar até 10 anos de prisão.

A justiça da Pensilvânia, nos Estados Unidos, negou nesta terça-feira (6) um recurso apresentado pelos advogados do humorista americano Bill Cosby, de 78 anos, em um caso de abuso sexual ocorrido em 2004. O ator vai a julgamento e pode ser condenado a até 10 anos de prisão se for considerado culpado na corte local por violência grave contra Andrea Constand.

Os advogados de Cosby insistem que as relações foram consensuais tentaram fazer a juíza descartar o caso. Usaram como supostos erros de procedimentos e violações dos direitos do ator, já que Constand não foi chamada para falar em uma audiência anterior, o que impediu uma acareação entre ambos.

“Confiamos que a máxima corte do estado [da Pensilvânia] corrija este erro, reverta esta decisão e nos permita iniciar o caminho seguro de que a inocência do senhor Cosby foi demonstrada”, afirmou Brian McMonagle.

Denunciado por dezenas de mulheres por supostos abusos ocorridos em sua maioria décadas atrás, o ator foi acusado no último 30 de dezembro por agressão sexual agravada contra Constand, uma ex-funcionária da Universidade de Temple, na Pensilvânia.

Acesse no site de origem: Bill Cosby: Justiça nos EUA nega recurso em caso de abuso sexual (G1 – 08/07/2016)