CAM de Londrina organiza grupo de debate com mulheres vítimas de violência (Prefeitura Londrina/PR – 18/06/2014)

As mulheres que sofrem ou já sofreram com violência doméstica têm mais um espaço de ajuda e de debate sobre o assunto. Isto porque o Centro de Referência e Atendimento à Mulher (CAM), através do setor de Serviço Social e Psicologia, iniciou um grupo de apoio às mulheres que participam das medidas protetivas da 6ª Vara Criminal de Londrina, a Vara Maria da Penha.

O objetivo das assistentes sociais e psicólogas da Prefeitura é oportunizar um espaço de troca de experiências para fortalecer as mulheres e ajudá-las a aumentar sua autoestima de forma a superar a situação de violência vivenciada.

A secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Sônia Medeiros, disse que o serviço, fruto de parceria entre Prefeitura e 6ª Vara Criminal, vem para orientar as mulheres vítimas de violência. “É um trabalho novo que eu considero de suma importância, porque fala com a mulher que está em medida protetiva. Nosso objetivo é orientá-la para que ela saiba como agir na questão do enfrentamento à violência. É uma forma de colocar em prática as políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher”, explicou.

Para isso, os encontros foram divididos em dois módulos, sendo que o primeiro trata sobre as questões de gênero e o segundo aborda a violência contra a mulher. O primeiro encontro foi realizado na terça-feira (10). O próximo será no dia 24 de junho, às 14h30, na sede do CAM, na avenida Carlos Gomes, 145, no Jardim Petrópolis.

A assistente social da Prefeitura, Gisele Wiezel, explicou que 10 mulheres participaram da primeira etapa de conversas que contemplou a realização de dinâmicas de grupo, oficina de gênero e a temática combate à violência doméstica. “A avaliação que podemos fazer deste encontro é positiva, porque as mulheres se mostraram abertas para a conversa. Elas elogiaram a iniciativa e agradeceram a oportunidade de poderem participar do grupo. Acredito que depois que elas nos conhecerem melhor e saberem sobre esse serviço, a participação será maior”, disse Gisele.

O Centro de Referência e Atendimento à Mulher foi criado em abril de 1993 e conta com uma equipe de profissionais das áreas de serviço social e psicologia, que oferecem atendimento interdisciplinar às mulheres em situação de violência física, sexual, psicológica, moral e patrimonial.

Além disso, o CAM coordena e executa capacitações de agentes públicos e desenvolve campanhas e ações de caráter preventivo, direcionados a comunidade em geral. Em 2013, foram realizados 6.080 atendimentos e procedimentos nos serviços social e psicológicos, nos quais 1.076 mulheres foram atendidas. Até maio deste ano, o CAM realizou, ao todo, 693 acolhidas.

Núcleo de Comunicação/PML

Acesse no site de origem: CAM organiza grupo de debate com mulheres vítimas de violência (Prefeitura Londrina/PR – 18/06/2014)