Campanha de combate à violência contra a mulher mobiliza comunidade em Messejana (TJCE – 06/12/2012)

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher, realizou, nesta quarta-feira (06/12), campanha de combate à violência contra o público feminino. A solenidade ocorreu na escola estadual Paulo Benevides, no bairro Messejana, e teve a presença da farmacêutica Maria da Penha, que deu nome à lei nº 11.340/06.

O objetivo foi lançar um projeto-piloto com foco nos moradores da região, em parceria com o Ministério Público do Estado (MP/CE), a Defensoria Pública e a Universidade Estadual do Ceará (Uece). Segundo o Observatório de Violência Contra a Mulher (Observem), da Uece, o bairro possui o maior índice de violência praticada contra a mulher em 2012.

“Temos como prioridade ampliar e aperfeiçoar a rede de assistência às mulheres vítimas de violência, garantindo atendimento psicológico e cursos de capacitação para o mercado de trabalho, porque sabemos que, em muitos casos, a dependência financeira dá abrigo a esse tipo de violência”, afirmou a desembargadora Francisca Adelineide Viana, presidente da Coordenadoria.

Na ocasião, autoridades também falaram sobre a necessidade do esforço conjunto do Poder Judiciário com a sociedade e os demais órgãos ligados à causa. “Quero agradecer ao Tribunal de Justiça por interagir com a população. É muito importante essa iniciativa”, declarou a diretora da escola, professora Norma Maia Arruda.

“Quero uma lei forte para garantir que minhas netas tenham um futuro sem violência doméstica. O caminho é sempre denunciar e procurar ajuda”, ressaltou Maria da Penha. A solenidade contou ainda com o depoimento de um ex-agressor e de uma vítima.

Os participantes também assistiram a uma apresentação cultural preparada pelos alunos, que interpretaram a Ópera Carmen. Houve distribuição de prêmios aos estudantes que se destacaram durante a campanha. Lucas dos Santos, de 16 anos, foi premiado pela frase “Meu pensamento é contra a violência, e igualmente minhas atitudes também”. Diego Denilsobn da Silva, de 17 anos, recebeu o prêmio de melhor redação entre os alunos do 3° Ano do Ensino Médio e também foi premiado pela melhor redação de todo o colégio. O texto teve como tema “Diga não à Violência contra a Mulher”.

O evento marcou, ainda, o encerramento de 16 dias de mobilização por ocasião da Semana de Enfrentamento à Violência contra a Mulher. A ação surgiu a partir do movimento internacional “16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero”. Durante esse período, houve distribuição de cartazes e cartilhas nas igrejas, feiras, hospitais e no terminal de ônibus do bairro. Os participantes da gincana ganharam cestas de alimentos, que foram adquiridas pela Coordenadoria da Mulher junto a empresas.

Participaram da mesa a juíza da Vara de Execução de Penas Alternativas, Maria das Graças Quental; a titular do Juizado da Violência Doméstica e Familiar, juíza Fátima Maria Rosa Mendonça; o superintendente da Polícia Civil, Luís Carlos de Araújo Dantas; a delegada de Defesa da Mulher de Maracanaú, Cezarina Cavalcante; a coordenadora dos Núcleos de Gênero Pró-mulher do MP/CE, procuradora Maria Magnólia Barbosa da Silva; o promotor de Justiça Anaílton Mendes de Sá Diniz; a coordenadora do Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, defensora pública Elisabeth das Chagas; e a coordenadora do Observem, professora Maria Helena Frota.

Participaram da organização do evento as servidoras Luísa Cristina Pimentel Teixeira e Tarlene Guedes Bezerra, da Coordenadoria Estadual da Mulher com apoio da Assessoria de Cerimonial do TJCE.


Acesse no site de origem: Campanha de combate à violência contra a mulher mobiliza comunidade em Messejana (TJCE – 06/12/2012)