Caso Louise: Réu é pronunciado e será julgado pelo júri popular por feminicídio (TJDFT – 26/07/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Vinícius Neres Ribeiro foi pronunciado pelo juiz do Tribunal do Júri de Brasília e vai ser levado a júri popular pela morte de Louise Maria da Silva Ribeiro. O réu responde por homicídio quadruplamente qualificado, por motivo fútil, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio; além de ocultação de cadáver (art. 121, § 2º, I, III, IV e VI e art. 211, ambos do CP). A data do julgamento ainda não foi marcada.

Leia mais: Justiça determina que assassino de estudante da UnB vá a júri popular (Correio Braziliense – 26/07/2016)

A estudante universitária foi assassinada no dia 10 de março deste ano, em um dos laboratórios de Biologia da UnB. O crime foi praticado porque Vinícius, que confessou à polícia e em juízo a autoria do homicídio, não aceitou o fim do namoro que mantinha com Louise.

O réu está preso e permanecerá sob a tutela do Estado até o julgamento. “A prisão em flagrante do acusado foi convertida em prisão preventiva, e o mesmo deve ser mantido preso, porque persistem as razões de sua custódia cautelar. Esta custódia é necessária para garantia da ordem pública, vez que houve demonstração inequívoca de periculosidade, com a prática de um crime bárbaro – supostamente adrede arquitetado minuciosamente -, em local público, e com grande repercussão social. Destarte, ante o acima exposto, nenhuma das medidas cautelares dispostas no art. 319 do Código de Processo Penal mostra-se eficaz, adequada e suficiente para o prosseguimento do feito”, concluiu o juiz na decisão.

Ainda cabe recurso da sentença de 1ª Instância.

Processo: 2016.01.1.024397-6

Acesse no site de origem: Caso Louise: Réu é pronunciado e será julgado pelo júri popular por feminicídio (TJDFT – 26/07/2016)