Casos de estupro em Campinas sobem 20,4% de janeiro a agosto (G1/Campinas e Região – 27/09/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Foram 177 ocorrências registradas na cidade, segundo dados da SSP. Mulheres pedem políticas de segurança para zerar ocorrências

Os casos de estupro em Campinas (SP) tiveram aumento de 20,4% entre os meses de janeiro e agosto deste ano, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), em relação ao mesmo período do ano passado.

Clique aqui para assistir à reportagem

Foram 177 ocorrências nos primeiros oito meses, sendo que nos meses de fevereiro e março tiveram 30 cada mês.

Uma mulher, que pediu para não ser identificada, conta o caso de uma familiar adolescente que foi atacada em maio na antiga estação do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

“Questão de 20 minutos, toda adolescência dela foi comprometida. Ela nunca mais vai esquecer este fato”, lamenta a mulher.

Para o especialista em segurança pública Ruyrillo Pedro de Magalhães, a polícia tem como monitorar os locais onde eles mais ocorrem e trabalhar para prender os suspeitos aumentando o policiamento.

“Temos que pedir para as autoridades fazer alguma coisa. (..) A gente vai ficar confinado em casa para o resto da vida. Isso não está certo”, afirma a enfermeira Maria Clara Amaral.

O psiquiatra Geraldo Ballone alerta que com tratamento, a vítima de estupro consegue conviver com o que ocorreu, mas o trauma pode ficar para resto da vida. “Muitas vezes não é superado, fica um trauma definitivamente”, conclui o médico.

A SSP informou à EPTV, afiliada da TV Globo, que estuda criar um grupo de trabalho para discutir novos métodos de prevenção e atendimento para as vítimas de estupro.

O órgão disse ainda que uma segunda unidade da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) deve ser aberta na cidade.

A Polícia Militar informou levar em consideração as estatísticas para planejar as rondas e que o patrulhamento é reforçado nestes locais de movimento, como perto de escolas e universidades.

Acesse no site de origem: Casos de estupro em Campinas sobem 20,4% de janeiro a agosto (G1/Campinas e Região – 27/09/2016)