Casos de violência doméstica contra a mulher alertam autoridades no Pará (G1/Pará – 14/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Em 2014 foram 5.930 ocorrências e no 1º semestre de 2015 foram 3.842. Dois casos de violência foram registrados recentemente em Belém

Os casos de violência doméstica contra a mulher alertam as autoridades no Pará. De acordo com a Polícia Civil, de janeiro a julho de 2015 já foram registradas 3.842 ocorrências de violência doméstica contra mulher, de um total de 5.202 atendimentos realizados pela Delegacia da Mulher de Belém. Os números mostram ainda que houve um aumento de 5,85% no número de denúncias de violência doméstica entre os anos de 2013 e 2014.

Clique aqui para assistir à reportagem

Recentemente, dois casos de violência contra a mulher foram registrados em Belém. Em um deles, uma mulher teve o corpo queimado com maçarico pelo marido que não aceitava a separação.

Em 2013 foram registrados 15.193 boletins de ocorrências de violência contra a mulher em todo o Estado. No ano seguinte foram contabilizadas 16.083 ocorrências. Para a polícia, o aumento dos registros representa uma maior massificação da divulgação da Lei Maria da Penha, que encorajou muitas mulheres a denunciar os agressores.

Com relação aos procedimentos policiais como inquéritos e prisões em flagrante, em 2013 foram lavrados 5.767 procedimentos e em 2014 o número aumentou para 5.930. Esses crimes são julgados nos Juizados Especializados de Violência Doméstica contra a Mulher.

“A mulher pode procurar qualquer delegacia de polícia do estado e nessa delegacia fazer sua ocorrência policial, fazer a sua denuncia e requerer medidas protetivas juntamente ao delegado. Se a vítima se sentir realmente ameaçada e muito amedrontada de fazer a ocorrência, qualquer parente pode denunciar”, explica a delegada Leina Souza.

Casos recentes

No sábado (10), uma mulher teve o corpo queimado com maçarico pelo marido. O crime aconteceu na frente do filho deles, de 9 anos. Segundo a polícia, o acusado será enquadrado na Lei do Feminicídio, pois demonstra clara tentativa de matar a companheira. Segundo o Hospital Metropolitano, a vítima está em estado gravíssimo.

“Ela queria apenas se separar dele e até se fosse o caso de dividir as coisas, ela ia dividir porque ela era mulher suficiente para isso. Ela era sempre foi batalhadora. A gente quer justiça, que ele seja preso e pague pelo que ele fez”, afirma a dona de casa Maria Vieira, parente da vítima.

No outro caso, uma mulher foi sequestrada com os dois filhos pelo ex-marido que saiu da prisão e a mantinha em cárcere privado. “Ele invadiu lá com uma faca e me levou para a casa dele, me ameaçando. Só que quando eu cheguei na casa dele, ele me deu logo com o cadeado na minha cabeça, que abriu. Ele falava ‘tu vai morrer porque todo mundo tá ciente que tu vai morrer porque não era pra ti ter feito isso comigo”, relata a vítima.

O ex-marido da vítima foi preso em flagrante por policiais da delegacia da Sacramenta, em Belém. de acord0o com o delegado, o homem já tinha passagem pela policia por outros crimes e chegou a descumprir uma ordem da Justiça por ter agredido a esposa.

“Ele fez tudo ao contrário. Se aproximou novamente dela, sequestrou a ex-esposa e a levou para a residência da genitora dele. E lá passou a mantê-la em cárcere privado. Batia nesta mulher diariamente, espancava ela”, afirma o delegado Miguel Cunha.

Acesse no site de origem: Casos de violência doméstica contra a mulher alertam autoridades no Pará (G1/Pará – 14/10/2015)