Casos de violência doméstica poderão ser denunciados através de aplicativo no AP (G1 – 16/01/2018)

Órgãos de defesa à mulher vão monitorar e acompanhar denúncias de agressão ou ameaça. Ferramenta ficará disponível para celulares e tablets dos sistemas IOS e Android até o fim do mês.

Um aplicativo que pretende auxiliar mulheres vítimas da violência será disponibilizado até o fim do mês para a população do Amapá. A plataforma poderá ser utilizada para denunciar situações de risco iminente ou a própria agressão.

O protótipo está sendo desenvolvimento pela Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres (Sepm), com o auxílio do Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap).

O aplicativo, com o nome provisório “Denuncie Mulher Amapá”, poderá ser utilizado por qualquer mulher que se encontre em situação de risco iminente de violência, ou por pessoa que presencie o fato. As vítimas, que poderão fazer a denúncia anônima, vão poder anexar fotos e vídeos dos agressores ou da situação.

De acordo com a titular da Sepm, Aline Gurgel, além de agilizar o atendimento às vítimas, os órgãos competentes poderão acompanhar cada denúncia.

“As redes de atendimento da mulher vão ter acesso à denúncia e o caso será encaminhado para a entrada na qual ele se enquadre. Também acionamos o conselho do direito da mulher para que ele faça o monitoramento para que esse sistema esteja funcionando a contento da população”, disse a secretária.

Os órgãos que vão compor a rede de proteção à mulher são: Hospital de Emergência (HE), Polícia Militar (PM), Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), Centro de Referência em Atendimento à Mulher (Cram), Centro de Atendimento à Mulher e à Família (Camuf), Defensoria Pública do Estado (Defenap), Polícia Técnico-Científica (Politec) e a Casa Abrigo Fátima Diniz.

Cada órgão terá duas pessoas que estão em processo de treinamento para atender e acompanhar as denúncias feitas através do aplicativo.

Diretor do Prodap, Luciano Silva diz que os ajustes estão sendo feitos para que todos os órgãos possam administrar o aplicativo e manter os dados referentes às denúncias atualizado.

“Por meio dele vamos conseguir monitorar o protocolo de atendimento daquela denúncia, e, com isso, conseguimos integrar os órgãos para acompanhar cada caso desde que ele foi feito”, falou Silva.

A ferramenta estará disponível para usuárias de celulares e tablets dos sistemas IOS e Android, e o lançamento dele está previsto para o fim deste mês.

Ruanne Lima e Rogério Lameira, Rede Amazônica

Acesse no site de origem: Casos de violência doméstica poderão ser denunciados através de aplicativo no AP (G1 – 16/01/2018)