Cemulher realiza capacitação para área social (TJMT – 05/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher) realiza nesta quarta e quinta-feira (5 e 6 de agosto), na Escola dos Servidores do Poder Judiciário Estadual, um curso de capacitação voltado a psicólogas e assistentes sociais das varas de violência doméstica e dos juizados criminais de Cuiabá e Várzea Grande. O objetivo é tratar dos assuntos relacionados à violência doméstica, guarda compartilhada, estupro de vulnerável e abuso sexual.

Leia também: Justiça pela Paz em Casa vai a Campo Verde (TJMT – 06/08/2015)

Participam da capacitação os juízes das varas de violência doméstica e de família, promotoras e professoras da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que também estão proferindo as palestras, e profissionais ligados a essa temática.

A capacitação é uma das ações desenvolvidas durante a campanha nacional Justiça pela Paz em Casa, cuja segunda etapa foi lançada em Mato Grosso oficialmente nesta semana em Rondonópolis (212km ao sul de Cuiabá). O objetivo é promover a paz nos lares e combater a violência doméstica, especialmente contra a mulher. No Estado, a campanha é promovida pela Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), em parceria com os poderes Executivo, Legislativo, entidades não-governamentais e empresas privadas.

Para a coordenadora do Cemulher, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, é muito importante levar esse conhecimento, por meio de palestras, aos psicólogos e assistentes sociais, porque é por meio do trabalho deles que são fornecidos os elementos para que os magistrados possam julgar os processos. “Vai melhorar o conhecimento dessas profissionais no que se refere à problemática da violência doméstica, do abuso sexual de crianças”, ressaltou.

A desembargadora frisou que a campanha Justiça Pela Paz em Casa está voltada não só para a prestação jurisdicional, que é a realização dos júris e de audiências, mas também para ações de capacitação e palestras nas escolas. “É uma oportunidade de os profissionais debaterem o tema e tirarem todas as dúvidas, principalmente porque quem está ministrando a capacitação são profissionais ligados a essa temática da violência doméstica”, complementou.

Uma das palestrantes da manhã desta quarta-feira foi a juíza titular da Primeira Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Cuiabá, Ana Cristina Silva Mendes, que falou sobre o abuso sexual contra infante e adolescente. A magistrada destacou ser um assunto que precisa ser debatido e esclarecido. “É uma questão extremamente séria e delicada”, pontuou, ao acrescentar a tratativa de questões processuais e seus trâmites neste assunto, também abordados durante a palestra.

Na avaliação da juíza, a iniciativa da Cemulher é excelente, já que está buscando capacitar os profissionais da equipe multidisciplinar que trabalham diretamente com o assunto, bem como trazer para o processo um laudo, um depoimento especial, com a técnica correta, de forma a auxiliar o juiz no seu julgamento. “A campanha é importante porque tudo o que você fizer para trabalhar a ressocialização e a diminuição do dano, trabalhar a família para que ela não seja envolvida num processo de abuso, é de extrema importância. Com essa capacitação todos saem ganhando”, disse.

Para a psicóloga do Jecrim de Várzea Grande, Jovani Pinheiro, esta é uma oportunidade de fundamental relevância, principalmente para os que compõem a equipe técnica. “Isso nos dá uma segurança enquanto técnicos. É uma oportunidade de ampliar conhecimento e aprofundar no assunto, uma oportunidade ímpar, singular. Temos muito o que amadurecer, mas saber que temos essa ponte e esse interesse em nos capacitar é muito importante”, concluiu.

O foco principal de todas as ações que norteiam a campanha Justiça Pela Paz em Casa é desenvolver ações de proteção à mulher e suas famílias.

Também participou da capacitação como palestrante a juíza da Terceira Vara Especializada de Família e Sucessões de Várzea Grande, Jaqueline Cherulli, que falou sobre Guarda Compartilhada. Na quinta-feira (6 de agosto) haverá palestra sobre a Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, proferida pelo juiz Jamilson Haddad, da Primeira Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher de Cuiabá.

Acesse no site de origem: Cemulher realiza capacitação para área social (TJMT – 05/08/2015)