Centro de apoio à mulher vítima de violência será construído em Rio Branco (Gov/ Acre – 07/04/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A vice-governadora Nazareth Araújo esteve reunida nesta quinta-feira, 7, com a secretária Especial de Políticas para as Mulheres, da Presidência da República, Eleonora Menicucci, para tratar de detalhes da construção da Casa da Mulher Brasileira no Acre.

Eleonora Menicucci anunciou, ainda, a liberação de R$ 440 mil em convênios (Foto: Tobias Melo)

Eleonora Menicucci anunciou, ainda, a liberação de R$ 440 mil em convênios (Foto: Tobias Melo)

O espaço será destinado ao acolhimento de mulheres em situação de risco social, como vítimas de violência doméstica, por exemplo.

“Ela concentrará os serviços elementares para o acolhimento e encaminhamento das mulheres que sofrem com a violência doméstica, familiar, sexual, enfim, qualquer forma de violência”, explicou a vice-governadora, que estava acompanhada da secretária de Estado de Políticas para as Mulheres, Concita Maia.

No Acre, a Casa deverá ser implementada pelas secretarias de Estado de Políticas para as Mulheres, de Saúde, de Desenvolvimento Social, de Polícia Civil, de Segurança, de Justiça e Direitos Humanos e de Pequenos Negócios, Polícia Militar, Instituto Dom Moacyr e Defensoria Pública do Estado, além da prefeitura de Rio Branco, Tribunal de Justiça e Ministério Público Estadual.

Ainda durante a reunião com Eleonora Menicucci, ficou acordada a liberação R$ 440 mil de convênios para o fortalecimento de ações de enfrentamento à violência contra a mulher no estado.

Casa da Mulher Brasileira

A Casa da Mulher Brasileira é um serviço previsto no programa do governo federal Mulher Viver Sem Violência, lançado pela presidente Dilma Rousseff em 2013 e coordenado pelo Ministério da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

Tem como objetivo facilitar o acesso dessas mulheres aos serviços especializados de atendimento, de forma a garantir condições para o enfrentamento da violência vivenciada, o empoderamento da mulher e sua autonomia econômica.

Por Diego Tenutti

Acesse no site de origem: Centro de apoio à mulher vítima de violência será construído na capital (Gov/ Acre – 07/04/2016)