Centro Judiciário da Mulher do TJDFT realiza formação com gestores escolares (TJDFT – 18/02/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O Centro Judiciário da Mulher – CJM do TJDFT realizou, na manhã dessa quarta-feira, 17/2, formação com gestores escolares da Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Park Way, Riacho Fundo I e Riacho Fundo II. O evento, que teve lugar no Tribunal do Júri do Fórum do Núcleo Bandeirante, foi realizado em parceria com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT e a Coordenação Regional de Ensino do Núcleo Bandeirante – CRE/NB. A atividade buscou discutir formas para garantir que os casos de violência sexual contra crianças identificados na escola possam ser comunicados aos órgãos de segurança competentes e para que as medidas de proteção às crianças sejam tomadas com eficiência e celeridade.

A formação faz parte das atividades do Projeto Maria da Penha Vai à Escola e reuniu mais de 40 gestores das 32 escolas da região, além de servidores da Gerência de Educação Básica do Núcleo Bandeirante/SEDF.

O tema central foi o atendimento e encaminhamento dos casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. A assistente social do CJM, Márcia Borba, ministrou palestra e breve oficina prática sobre temas relacionados à violência na infância, ao acolhimento e à escuta qualificada de crianças e adolescentes em situação de violência sexual. O Promotor de Justiça, Dr. Thiago Pierobom, Coordenador do Núcleo de Direitos Humanos do MPDFT, esclareceu o compromisso e a conduta legal dos profissionais que tomam conhecimento de suspeita de violência a crianças ou adolescentes. A juíza Fabriziane Zapata, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher do Riacho Fundo, abordou as medidas que podem ser adotadas pelo juiz para proteger as crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual. O Coordenador do CJM e juiz titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Núcleo Bandeirante, Ben-Hur Viza, apresentou a parceria que está sendo desenhada com a CRE/NB.

Ao final do evento, os participantes preencheram uma pesquisa de satisfação. Como resultado, 100% deles apontaram que o assunto abordado foi “muito bom”. Uma das diretoras afirmou que “a ideia da formação e fortalecimento de uma rede de apoio envolvendo diversos órgãos e agentes que lidam com a criança e adolescente é brilhante e fundamental para evitar e punir toda e qualquer forma de abuso e violência contra eles”. Outro diretor parabenizou: “Estão de parabéns os organizadores do evento, bem como os palestrantes que com excelência expuseram os temas propostos.”

Acesse no site de origem: Centro Judiciário da Mulher do TJDFT realiza formação com gestores escolares (TJDFT – 18/02/2016)