Com 247 ações, Judiciário inicia 3ª Semana da Justiça pela Paz em Casa (TJAL – 30/11/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Só em Maceió, foram pautadas 120 audiências em que serão ouvidas vítimas de violência doméstica; força-tarefa segue até sexta-feira (4)

A terceira etapa da campanha Justiça pela Paz em Casa foi iniciada, na manhã desta segunda-feira (30), no prédio do curso de Direito do Centro Universitário Cesmac, em Maceió. Estão pautadas 247 audiências de processos envolvendo violência doméstica, sendo 120 em Maceió, 120 em Arapiraca e outras sete na comarca de Maravilha. A ação prossegue até sexta-feira (04).

O juiz Paulo Zacarias da Silva, titular do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, explica que o objetivo do evento é contribuir para a erradicação desse tipo de violência. “É um processo lento, mas precisamos realizar ações como essa para que essas mulheres vivam em paz, em um ambiente de amor”, disse.

Para a juíza Fátima Pirauá, presidente da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), o apelo da ministra Carmem Lúcia é para alertar a população sobre os danos causados pela violência contra a mulher.

Violência Doméstica

“O Judiciário, junto ao Ministério Público e Defensoria, está engajado em acelerar julgamentos processos, para que as vítimas não tenham a sensação de impunidade. É preciso dizimar essa cultura machista, onde o homem é o senhor da mulher e agredi-la”, afirmou.

Uma das vítimas presentes no mutirão enfatizou a importância de que as mulheres tomem a iniciativa de denunciar os agressores. “Convivi quatro anos em um relacionamento doente, meu marido me batia. Nunca o denunciei, preferi acabar o casamento e sai de casa com o meu filho. Ele não se conformou”, contou.

Ainda segundo a mulher, a coragem em realizar a denúncia só surgiu quando seu ex-companheiro, mesmo já em comprometido com outra pessoa, a agrediu em público. “Foi em 2013. Estava saindo da casa de uma amiga que mora na mesma rua que ele. Ao me ver, ele começou a xingar, deu vários tapas no meu rosto e me arrastou pelos cabelos na rua, Gritei, mas ninguém na rua quis fazer nada”, relatou.

Força-Tarefa

A 3ª Semana da Justiça pela Paz em Casa, coordenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), tem como finalidade agilizar o julgamento de ações envolvendo violência contra a mulher. A primeira edição ocorreu de 9 a 13 de março deste ano e mobilizou todo o Poder Judiciário. Em Alagoas, foram realizadas 782 audiências.

Além das audiências de instrução que estão sendo realizadas no prédio de Direito do Cesmac, entre 8h e 17h, a Justiça também está promovendo ações preventivas como palestras de conscientização em escolas e panfletagens.

Para a realização da semana foram convocados os seguintes magistrados: Fabíola Melo Feijão, André Gêda Peixoto Melo, Geneir Marques de Carvalho Filho, Luana Cavalcante de Freitas, João Paulo Martins da Costa, Jairo Xavier Costa, Helestron Silva da Costa, Emanuela Bianca de Oliveira Porangaba, José Eduardo Nobre Carlos e Fausto Magno David Alves.

Bárbara Guimarães

Acesse no site de origem: Com 247 ações, Judiciário inicia 3ª Semana da Justiça pela Paz em Casa (TJAL – 30/11/2015)