Começa nesta quarta os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher no Distrito Federal (GDF – 17/11/2014)

Secretaria participa da campanha que segue até 10 de dezembro com uma série de atividades de mobilização e conscientização

Começa nesta quarta (19) a campanha de mobilização dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”. A Secretaria da Mulher reforça, mais uma vez, o movimento global e participa de diversas atividades que vão se estender até o dia 10 de dezembro.

“A mobilização serve para lembrar que, sem o respeito aos direitos das mulheres, não há direitos humanos. A luta consiste na conquista de direitos e também na possibilidade de exercê-los. É preciso ter forças para quebrar o silêncio, denunciar a violência contra as mulheres em todo o mundo”, afirma a secretária da Mulher, Valesca Leão.

O objetivo da campanha é informar, orientar e estimular a participação de todos e todas no combate e enfrentamento da violência contra as mulheres, repassando informações sobre a aplicação da Lei Maria da Penha, sobre os direitos ao atendimento e sobre o acesso aos serviços especializados da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência.

Programação – Durante os 16 dias de ativismo haverá atos públicos, palestras, oficinas, atividades culturais, entre outras iniciativas dos vários movimentos que representam os símbolos de luta da campanha. A primeira ação que a Secretaria da Mulher participa é a sessão solene destinada ao lançamento da campanha nacional, promovida pelo Congresso Nacional.

No dia 20, acontece uma sensibilização com policiais militares do 25º Batalhão da Polícia Militar. O evento é organizado pelo Centro Judiciário da Mulher, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), e será no dia 20. Os profissionais terão palestras e orientações gerais sobre os procedimentos em casos de violência doméstica e familiar contra a mulher.

“Os policiais homens e mulheres são os primeiros a ter contato em casos de violência doméstica contra a mulher. E eles têm o papel de conduzir a mulher no caminho amparado pela lei. A ideia é justamente sensibilizar esses profissionais, pois capacitados eles já são”, afirma Sandra Di Croce Patricio, subsecretária de Políticas para as Mulheres e palestrante do evento.

Também no dia 20, a partir das 14h30, em Ceilândia Sul, a Escola Parque Professor Anísio Teixeira realiza, com apoio da Secretaria da Mulher, o flash mob (aglomeração instantânea de pessoas em certo lugar para realizar determinada ação) de dança e vídeo “Um bilhão que se ergue” – uma versão brasileira da campanha mundial One Billion Rising, que chama à atenção para os direitos femininos.

A campanha contará ainda com diversas manifestações promovidas pela Secretaria da Mulher em parceria com as demais secretarias, administrações regionais, instituições de ensino e movimentos sociais e de mulheres.

Sobre o movimento – Criada nos Estados Unidos em 1991 por 23 feministas de diferentes países, a campanha é uma mobilização educativa e de massa pela luta contra toda forma de preconceito, opressão e discriminação sofridos pela mulher e pela garantia dos direitos humanos às mulheres.

O movimento acontece em 159 países. Internacionalmente começa no dia 25 de novembro (Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres) e termina no dia 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direitos Humanos).

No Brasil, a campanha é iniciada em 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra. A inclusão desta data dá-se pela importância da história da cultura negra no Brasil e também pela dupla discriminação sofrida pela mulher negra, que se baseia em uma opressão de gênero e raça.

  Carolina Sales

Acesse no site de origem: Começa nesta quarta os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher (GDF – 17/11/2014)