Comissão de Direitos Humanos vai debater violência sexual contra mulheres (Agência Câmara – 01/04/2014)

A presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), Ana Rita (PT-ES), declarou-se chocada com o resultado de pesquisa do Ipea segundo a qual 42,7% dos entrevistados concordaram totalmente que “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. Na mesma pesquisa, 58,5% concordaram total ou parcialmente com a frase “Se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros”.

A senadora afirmou que pretende levar o tema a debate na CDH e defendeu o envolvimento de todos os poderes em uma ampla campanha para mudar o comportamento da sociedade.

– É uma cultura muito forte que se construiu no seio da nossa sociedade e precisamos criar mecanismos para alterar essa cultura. É uma cultura que fere todos os princípios e é fruto de uma sociedade que se construiu na base do patriarcado e do machismo. Mudar a cultura de uma sociedade não é uma tarefa fácil. É preciso o envolvimento de todos os poderes.

Os dados fazem parte da pesquisa Sistema de Indicadores de Percepção Social (Sips) – Tolerância social à violência contra as mulheres. O Ipea ouviu 3.810 pessoas, 66,5% das quais eram mulheres. Em resposta à pesquisa, mulheres de todo o país promovem nas redes sociais a campanha #EuNãoMereçoSerEstuprada. As internautas estão postando fotos com cartazes avisando que ninguém pode ser vítima de violência sexual. A página no Facebook – Eu não mereço ser [email protected] – havia recebido até a tarde de terça (1º) o apoio de quase 6,5 mil pessoas.

Larissa Bortoni

Acesse no site de origemComissão de Direitos Humanos vai debater violência sexual contra mulheres (Agência Câmara – 01/04/2014)