Condenações pelo crime de feminicídio crescem 72% no DF (Destak – 25/06/2018)

Casos aumentaram 30% este ano. São Sebastião é a região com mais registros desse crime

As condenações de homens acusados de cometer femicídio no Distrito Federal cresceram 72,5% nos dois últimos anos. O termo feminicídio se refere aos crimes contra a vida de mulheres, praticados em função do gênero.

Um levantamento feito pelo Destak junto ao Tribunal de Justiça do DF (TJDFT) apontou que as sentenças passaram de 29 em 2016 para 40 em 2017. Neste ano, esse tipo de crime já registrou um aumento de 30% nos registros.

Somente no primeiro semestre de 2018, o DF contabilizou 13 assassinatos investigados como feminicídio, de acordo com a secretaria de Segurança Pública (SSP). Esse crime entra no registro criminal como um qualificador, assim como motivo fútil, uso de veneno, emboscada ou outra motivação de ódio, por exemplo.

De acordo a SSP, a cada 10 casos registrados entre janeiro e março, oito ocorreram na própria casa da vítima. Em quase 40% dos casos, o agressor utilizou  arma de fogo para cometer o crime.

A SSP informa que a maior parte das vítimas e dos autores do Distrito Federal têm entre 30 e 50 anos. O caso mais recente aconteceu em maio: foi o da estudante Jessyka Laynara. Ela foi assassinada pelo dentro de sua casa pelo seu ex-namorado, um policial militar.

Wesley Oliveira

Acesse no site de origem: Condenações pelo crime de feminicídio crescem 72% no DF (Destak – 25/06/2018)