Condenado a 18 anos de prisão por matar ex-companheira (TJPA – 29/11/2016)

Promotor de justiça sustentou acusação de homicídio qualificado

Os jurados do 4º Tribunal do Júri de Belém, presidido pelo juiz Cláudio Herinque Rendeiro, votaram, nesta terça-feira, 29, pela condenação de Antonio Fábio Souza da Silva, 33 anos, servente, acusado de causar a morte da ex-companheira, Maria Raimunda Souza Barroso, 39 anos. A pena aplicada, de 18 anos de reclusão, será cumprida em regime inicial fechado. Este foi o primeiro júri realizado pela recém-criada Vara Especializada em Crimes Dolosos Contra a Vida.

O promotor de Justiça José Rui Barbosa sustentou a acusação em desfavor do réu de homicídio qualificado praticado contra a ex-companheira. Três testemunhas compareceram para depor, uma delas foi a filha da vítima que encontrou a mãe já esfaqueada. Arnaldo Ramos Junior, amigo de Maria Raimunda, também compareceu e disse ter ficado em choque quando o réu chegou armado de faca e lhe feriu nas mãos. Ele alegou que ficou em choque e não conseguiu proteger a amiga, sem saber o que fazer, saiu correndo do local.

A defesa do réu, promovida pelo defensor Alessandro Oliveira, sustentou a tese de desclassificação para homicídio simples, para efeito de uma pena menor, mas foi rejeitada pelos jurados.

Em interrogatório, Antonio Fábio confessou ter ferido a ex-companheira “por ciúmes”, por ter visto a mulher em companhia de outro homem, mas não teve intenção de matá-la. Ele contou que conviveram por um ano, mas estavam separados há dois meses quando o crime aconteceu. O réu disse que costumava visitar a mulher, que a amava, e que ambos estariam pensando em voltar a viver juntos.

O crime aconteceu por volta das 05h, do dia 09/06/2014, no Conjunto Residencial Tenoné, ao visitar Maria Raimunda, Antonio Fábio lhe encontrou na companhia de um homem, e ela lhe expulsou da casa. O servente foi até a casa de sua mãe, se armou de faca e ficou esperando a mulher, que retornou na garupa da motocicleta de Arnaldo Ramos e resolveu atacar primeiro ele, que conseguiu fugir do local.

A vítima também tentou correr, mas foi alcançada e esfaqueada pelo réu. Após ferir mortalmente a mulher, Antonio Fábio fugiu do local usando a motocicleta do amigo da vítima. Maria Raimunda chegou a ser socorrida e hospitalizada, mas não resistiu aos ferimentos.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa
Texto: Glória Lima

Acesse no site de origem: Condenado a 18 anos de prisão por matar ex-companheira (TJPA – 29/11/2016)