Condenado indígena que estuprou e matou menina de 7 anos em Barra do Guarita (TJRS – 25/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O índio acusado de estuprar e matar uma menina de sete anos em Barra do Guarita, em 29/11/13, foi condenado hoje (25/8) a 27 anos e seis meses de prisão em regime fechado. O réu foi julgado no Tribunal do Júri, em sessão presidida pela Juíza de Direito Sucilene Engler Werle, titular da Vara Judicial da Comarca de Tenente Portela.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o indígena atacou a menina e a arrastou até um matagal onde a estuprou e bateu com uma pedra na cabeça dela. Os ferimentos gerados pelos golpes causaram a morte da criança. Ele confessou o crime em plenário do júri.

Ele é reincidente e já havia sido condenado a 10 anos de reclusão por roubo e estupro. Está preso desde 30/11/13 e não terá direito de apelar em liberdade.
Cabe recurso da decisão.

Texto: Janine Souza

Acesse no site de origem: Condenado indígena que estuprou e matou menina de 7 anos em Barra do Guarita (TJRS – 25/08/2016)