Conselho diz que nome de balada sertaneja incita o estupro (Mídia News – 04/12/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Evento está agendado para 12 de dezembro; Wood’s Cuiabá diz que vai mudar nome de festa

O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Estado de Mato Grosso considerou que o título da festa “DopaSMina”, anunciado pela boate Wood’s Cuiabá, é um incentivo à violência e ao abuso sexual contra as mulheres.

Na quarta-feira (1º), o conselho emitiu uma nota de repúdio ao evento sertanejo, que está agendado para o dia 12 de dezembro.

O comunicado é assinado pela presidente da entidade, defensora pública Rosana Leite Antunes de Barros.

De acordo com a direção da Wood’s Cuiabá, a festa terá o nome modificado.

A balada sertaneja está sendo organizada por uma turma do curso de Biomedicina de uma faculdade particular da Capital.

Conforme a nota do Conselho dos Direitos da Mulher, o título do evento apresenta “conteúdo pejorativo às mulheres e incita a violência sexual, através de intoxicação para a prática de abusos sexuais”.

“É sabido que muitas mulheres vêm sofrendo na atualidade, sendo alcoolizadas de forma premeditada por abusadores sexuais. Toda e qualquer situação que retira a consciência de outrem para a prática de abusos deve ser repelida pela sociedade, porquanto, não há plenitude na manifestação de vontade”, diz trecho da nota.

Segundo o comunicado, o nome da festa está em desacordo com os direitos à dignidade, dando continuidade e persistência a atitudes contrárias às normas de proteção às mulheres.

“A denominação da aludida festa é uma forma de incitação à violência sexual, ou seja, ao cometimento de atos sexuais, que configuram abusos, ferindo normas afirmativas de proteção às mulheres”, diz outro trecho do comunicado de repúdio.

O Conselho dos Direitos da Mulher do Estado afirmou que aguarda providências dos organizadores do evento.

Outro lado

Em nota, a Wood’s Cuiabá informou que, para evitar maiores constrangimentos, o nome da festa será alterado imediatamente.

A assessoria de imprensa da empresa declarou que o estabelecimento nunca teve a intenção de denegrir a imagem da mulher ou fazer apologia ao uso de entorpecentes.

A casa de shows ainda afirmou que promove diversas ações que “enaltecem e destacam a figura da mulher”.

Vinícius Lemos 

Acesse no site de origem: Conselho diz que nome de balada sertaneja incita o estupro (Mídia News – 04/12/2015)