Conselho dos Direitos da Mulher forma rede de atendimento (Jornal Correio do Povo do Paraná – 14/04/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Membros de secretarias, polícias, Poder Judiciário, entidades e instituições serão capacitados para receber e encaminhar o público feminino adequadamente

Em reunião, as conselheiras dos Direitos da Mulher de Laranjeiras do Sul discutiram e planejaram as próximas ações do grupo, na tarde de terça-feira (12). Na pauta, foi comunicado o envio de um ofício do governo do Estado solicitando audiência para implantação da Delegacia da Mulher.
Segundo a presidente Terezinha Penafiel, ao menos um efetivo de profissionais capacitados tem de ser conseguido. “Sabemos da certeza da Delegacia Cidadã que inclui a da Mulher, mas os números da violência doméstica são muito grandes, é preciso uma urgência nisso. Nessa solicitação, pedimos um encontro com o secretário de Segurança Pública, Wagner Mesquita”, afirmou.

Assinaram o ofício também os prefeitos de Laranjeiras do Sul, Virmond, Cantagalo, Nova Laranjeiras, Porto Barreiro e Rio Bonito do Iguaçu. “Muitas mulheres deixam de pedir ajuda por serem atendidas por homens, com esta estrutura teríamos uma equipe feminina preparada”, complementa.

29 de Abril
O Dia Nacional da Mulher é no sábado (30), mas ação planejada será na sexta-feira (29), com a colaboração de palestrantes renomados, que visaram a capacitação do grupo para atendimentos e encaminhamentos.
“Estamos aguardando a confirmação da Tenente Luci, de Curitiba, que faz parte da Casa da Mulher Brasileira. É uma pessoa que palestra no estado inteiro, e reuniremos o conselho, a Rede, secretarias e a população no geral que quiserem participar”, ressalta.

Rede
A partir dessa reunião, com segmento na ação do dia 29, a Rede está sendo organizada. O grupo será composto por membros das secretarias municipais, polícias, Poder Judiciário, entidades e instituições e interessados.
“O objetivo é prestar um apoio especializado às mulheres, formando literalmente uma rede de auxílio, com comunicação e organização”, explica Terezinha. Ela reforça que em novo levantamento, junto da Polícia Civil, entre os meses de janeiro de 2015 e fevereiro de 2016 houve 726 casos de violência doméstica em Laranjeiras do Sul, média de quase 56 por mês.
“Estamos traçando metas particulares do Conselho, mas pedimos apoio das rádios com inserções diárias sobre os tipos de violência e um incentivo ao uso do Disque Denúncia”, enfatiza a presidente.

Aberto
Terezinha relembra que a função do conselho é proteger e auxiliar todas as mulheres, de qualquer idade e que as ações são públicas e podem ter a participação de qualquer interessada. “Quem quiser, pode vir falar conosco, todos que querem participar. Nos dias de Rede estamos dando palestras, já fomos em instituições e vamos em escolas e Clubes de Mães. As mulheres podem chegar e tirar suas dúvidas”, encerra.

Acesse no site de origem: Conselho dos Direitos da Mulher forma rede de atendimento (Jornal Correio do Povo do Paraná – 14/04/2016)