Coordenadoria da Mulher define novas atividades da Semana “Justiça pela Paz em Casa” (TJRN – 16/07/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Domiciliar do TJRN reuniu-se na tarde de ontem (15) com representantes do Sesc e Sesi, Secretarias Municipais da Mulher, Trabalho e Assistência Social, Saúde, e Educação – integrantes da Rede Municipal de Atendimento à Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar. O objetivo foi tratar da programação da segunda edição da Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa, que acontece de 3 a 7 de agosto, com foco no combate à violência contra a mulher.

Atividades

Segundo a coordenadora, juíza Fátima Soares, durante toda a Semana haverá atendimento jurídico com o Plantão Judiciário, prédio do antigo Grande Hotel, na Ribeira. Serão realizados Salas de Debates e atividades de natureza esportiva no Parque da Cidade. No dia 6 de agosto, durante todo o dia, haverá atendimento e atividades no Centro Educacional Dom Bosco, Zona Norte.

Ficou definido que o Sesc e Sesi irão disponibilizar os serviços das Unidades Móveis e Fixas , em todo o Estado, com atendimentos direcionados para a mulher. Serão disponibilizados mamografia, ultrassonografias e exames ginecológicos, além de palestras educativas e exibições de filmes em salas de cinemas.

Saiba mais

A Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa é realizada com o apoio do Supremo Tribunal Federal (STF) e busca conscientizar homens e mulheres sobre a questão. Atualmente, mais de 9 mil processos tramitam no Judiciário potiguar sobre violência doméstica, sendo mais da metade apenas na comarca de Natal.
“Nossa preocupação não se restringe a quantidade de processos em tramitação, mas deve-se também a grande quantidade de processos que tem sido abertos nas unidades judiciais, mostrando que a mulher vítima da violência tem denunciado as agressões cada vez mais”, salienta o presidente do TJRN, desembargador Claudio Santos.

Durante a sessão administrativa dessa quarta-feira (15), o presidente comunicou que está em estudos a transformação de uma Vara de Sucessões em uma Vara da Violência Doméstica na comarca de Natal – a segunda da capital. Santos destacou que os processos dessa natureza necessitam de uma resposta rápida do Poder Judiciário e que a demanda vem crescendo cada vez mais.

Acesse no site de origem: Coordenadoria da Mulher define novas atividades da Semana “Justiça pela Paz em Casa” (TJRN – 16/07/2015)