Costa Marques recebe projeto de combate a violência doméstica (TJRO – 25/05/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Participação dos estudantes é destaque da comarca

Estudantes do ensino médio eram maioria na plateia que foi ao Tribunal do Júri da comarca de Costa Marques, na última segunda-feira, dia 23, para a abertura da exposição “Primeiro Plano” e exibição do filme “Quem matou Eloá?”, da diretora Lívia Peres. As atividades fazem parte do projeto preventivo do Tribunal de Justiça de Rondônia de combate a violência doméstica e garantia dos direitos da mulher.

A exposição, que começou a circular pelo interior de Rondônia em abril, chega a Costa Marques, uma comarca considerada distante do eixo da BR-364 e, por isso, muitas vezes não tem oportunidade de receber um projeto de interação do Judiciário com a sociedade.

primeiroplanocostamarques1

O juiz Barreto aproveitou para convidar os estudantes justamente por considerar um público receptivo a mudanças. “É preciso trabalhar com o jovens para uma nova cultura de não banalização da violência”, destacou na abertura do debate promovido logo após a exibição do filme.

O documentário é uma contundente crítica sobre como a mídia e a sociedade encaram a violência contra a mulher, de maneira sexista e sem o mínimo respeito aos direitos garantidos pela constituição.

A psicóloga Aline Dantas, que mediou a discussão com estudantes da rede de ensino, aproveitou para explicar as diversas formas de violência (simbólica, psicológica, física), todas elas danosas e que podem levar a desfechos trágicos, como o abordado no filme, da adolescente Eloá Pimentel, de 15 anos, morta pelo namorado Lindenberg Alves, de 22. “Parece uma história distante, mas está muito mais próxima do que imaginamos”, ressaltou.

A participação dos estudantes também foi destaque, sobretudo em questões relacionadas à autoestima e ao ciúme, considerado por muitos com legitimação do amor. “O ciúme tem mais a ver com o sentimento de posse do que de amor”, esclareceu Aline.

O documentário tem se revelado um eficiente instrumento de reflexão e mudança de comportamento, avaliam os componentes da equipem que compõem a circulação do projeto. A exibição da obra foi autorizada pela diretora Lívia Perez, que já manifestou sua satisfação em contribuir com a conscientização da população de Rondônia. “Usar o próprio audiovisual como ferramenta de crítica neste caso é uma subversão, mas também um grande desafio de não reproduzir o que se quer criticar”, disse.

Primeiro Plano

Nos corredores do fórum, as fotos da exposição também fizeram sucesso e encantaram os visitantes. Ao todo, dez quadros retratando doze mulheres protagonistas, que com seus exemplos contribuem para conscientização sobre o papel da mulher na sociedade moderna.

São mulheres notáveis e, ao mesmo tempo, comuns, que espelham a luta diária por oportunidades iguais, pelo tratamento digno e pelo fim de qualquer tipo de violência. Por meio de suas atitudes e trajetórias se colocam em primeiro plano, justamente para lembrar que devem ser respeitadas, nos seus diferentes papéis.
A exposição fica em Costa Marques até o dia 31 de maio. Depois segue para Buritis.

Assessoria de Comunicação Institucional

Acesse no site de origem: Costa Marques recebe projeto de combate a violência doméstica (TJRO – 25/05/2016)