CRAM modifica política de atendimento às mulheres vítimas de violência em Votuporanga (Pref. Votuporanga – 22/05/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Órgão está em funcionamento desde outubro e já apresenta resultados no trabalho de superação das mulheres que viveram algum tipo de violência

O Centro de Referência e Atendimento à Mulher de Votuporanga, vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social, foi inaugurado pelo prefeito Junior Marão na manhã desta sexta-feira (22/5). A unidade é um espaço de acolhimento, atendimento psicológico, social, de orientação e encaminhamento jurídico para a mulher em situação de violência.

Em funcionamento desde outubro, o CRAM já atingiu 481 mulheres em seu cadastro, sendo que cerca de 250 passam por atendimento mensal. “Recebemos cerca de 60 boletins de ocorrência por mês. Além dos encaminhamentos da Delegacia de Defesa da Mulher e do Creas temos também muitas mulheres que procuram o órgão voluntariamente”, informou a secretária de Assistência Social, Marli Beneduzzi Pignatari.

O órgão, formado por equipe multidisciplinar, visa proporcionar o atendimento e acolhimento necessários à superação da situação de violência vivenciada pela mulher e sua família, tentando contribuir para seu fortalecimento e resgate da cidadania.

O CRAM segue as instruções da Secretaria Nacional de Políticas Públicas para Mulheres, bem como da Lei Maria da Penha e de outras legislações. Porém, devido a demanda apresentada pelo município de Votuporanga desde 2008 o Serviço de Atendimento à Mulher Vítima de Violência vinha sendo prestado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, que ao perceber a complexidade da questão fundou parceria com a Delegacia de Defesa da Mulher, com intuito de ter acesso às mulheres que sofreram qualquer forma de violência. Nesta ocasião o órgão se deparou com elevados indicadores verificando a necessidade de implantação do CRAM.

O prefeito Junior Marão afirmou que Votuporanga é uma das cidades que mais investe na área social do Estado de São Paulo, com cerca de 7% do seu orçamento voltado para a pasta. “O Poder Público tem que fazer a sua parte, como equipamentos como este para poder amparar essas mulheres e mais do que isso, conscientizá-las. Infelizmente, as mulheres ainda têm muito receio em fazer as denúncias e aqui certamente será uma porta de entrada para facilitar o encaminhamento para que essas mulheres não sofram mais de nenhum tipo de violência ou coisas mais graves”, disse ele.

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência está na Rua São Paulo, 2959, com atendimento de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h. O telefone é (17) 3423-5367.

Acesse no site de origem: CRAM modifica política de atendimento às mulheres vítimas de violência em Votuporanga (Pref. Votuporanga – 22/05/2015)