Cresce número de detenções em flagrante por violência doméstica (Jornal de Jundiaí – 08/04/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Quatro homens foram detidos em flagrante por violência doméstica nos últimos quatro dias, em Jundiaí. De acordo com a titular da Delegacia da Mulher de Jundiaí (DDM), Lígia Capelette Basile Bonito, a lei Maria da Penha tem sido aplicada de forma mais rigorosa, o que justifica o aumento de detenções e, consequentemente, a queda no número total de ocorrências, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Lígia ressalta, ainda, que na maioria dos casos os autores de agressões ou mesmo ameaças são motivados por uso de álcool, drogas e até mesmo pelo ciúmes exacerbado. “As vítimas costumam relatar que os agressores fazem uso de substâncias químicas. Quanto ao ciúme, ele está associado ao sentimento de posse desses homens com relação à esposa ou ex esposa. Quando a vê querendo namorar ou mesmo namorando alguém, acabam por discutir, ofender e até agredir.”

De janeiro a março de 2014, a DDM registrou 228 ocorrências de ameaça e 187 de lesão corporal. No mesmo período de 2015, 203 e 166 casos, respectivamente. A ameaça e a injúria são crimes que dependem da vontade da vítima para que o inquérito seja aberto. Lesão corporal e o abuso de menores, por sua vez, independem da vontade de terceiros. “Também estão muito associadas ao consumo de álcool e drogas, tal como a ameaça, mas inclui ainda o fator ciúme.”

A delegada nota um aumento importante no total de prisões em flagrante. “Isso é fruto da aplicação da lei.” E atribui a esse fator a queda de 11% no número de ameaças e agressões registradas. “Quando percebem que a lei está sendo mais firme na cobrança, ficam mais espertos e evitam o crime.”

Carina Reis

Acesse no site de origem: Cresce número de detenções em flagrante por violência doméstica (Jornal de Jundiaí – 08/04/2015)