Crimes sexuais preocupam polícia civil em Muaná, no Marajó (G1/Pará – 10/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Dois suspeitos estão presos e outros tiveram prisão preventiva solicitada. Delegado diz que população da ilha ainda acoberta crimes sexuais

A polícia civil de Muaná prendeu neste domingo (9) um homem suspeito de estuprar a irmã de criação da sua esposa. A jovem tem 15 anos e, de acordo com a polícia, era violentada desde os 11 anos de idade. A prisão foi realizada após o irmão e a mãe adotivos denunciarem o crime para o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) do município.

De acordo com o delegado Rigoberto Mesquita, que assumiu a delegacia da cidade há cerca de um mês, casos de violência sexual são comuns em toda ilha. “O Marajó, infelizmente, acaba escondendo este tipo de conduta, mas eu pretendo fazer um trabalho social para que as pessoas se conscientizem e denunciem. Este tipo de crime não pode ser tolerado”.

Segundo o delegado, o suspeito está preso na carceragem do município, e não é o único que responde por abuso sexual no local. “Já prendemos um outro senhor que teria estuprado uma adolescente de 17 anos”, conta o delegado, que também investiga outros dois casos de estupro na cidade.

“Um homem violentou uma moça de 17 anos que tem necessidades especiais. Eu já pedi a prisão preventiva para o juiz, e aguardo resposta. Outro suspeito tentou estuprar uma menina de 9 anos e está foragido, mas também pedi a prisão”, disse.

Acesse no site de origem: Crimes sexuais preocupam polícia civil em Muaná, no Marajó (G1/Pará – 10/08/2015)