Curitiba aumenta vigilância contra exploração infantil no período de Carnaval (Bem Paraná – 14/01/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A partir deste domingo (17) Curitiba abre seu calendário oficial de Carnaval com a apresentação dos grupos Monobloco e Garibaldis e Sacis na Marechal Deodoro. Com isso, a preocupação com a violação dos direitos de crianças e adolescentes cresce e a Fundação de Ação Social (FAS) estará com equipes na rua fiscalizando casos onde exista suspeita de trabalho infantil, exploração sexual ou abuso de crianças e adolescentes e também orientando a população.

A ação faz parte do projeto “Criança protegida, alegria garantida”, que acontecerá em todos os eventos oficias do Carnaval curitibano, que devem reunir até 100 mil pessoas até o dia 9 de fevereiro.

Além do trabalho de fiscalização, as equipes farão a distribuição de materiais educativos, como de uma pulseira de identificação onde os pais devem colocar seus dados para que sejam localizados caso a criança se perca durante as festividades.

Em 2015, foram registrados, em Curitiba, segundo dados da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, um total de 3.997 notificações obrigatórias de situações de risco para a violência. Destas, 337 envolvem suspeitas ou confirmação de violência sexual e 122 identificam situações de trabalho infantil.

Para a Operação Carnaval 2016, a FAS terá um ponto de encontro na região central da cidade, onde será feito o trabalho de retorno familiar e também a atuação de outros órgãos envolvidos nos direitos das crianças e adolescentes.

Fique atento

Toda população pode ajudar. Em casos onde haja suspeita de violação de direitos de crianças e adolescentes, basta acionar as equipes da FAS, que estarão identificadas com camisetas, além da Guarda Municipal. A Central 156 também direcionará as solicitações às equipes nas ruas. Outro canal importante é o Disque 100, disque direitos humanos, que funciona 24 horas e atende casos de violação de direitos de todos os públicos.

Acesse no site de origem: Curitiba aumenta vigilância contra exploração infantil no período de Carnaval (Bem Paraná – 14/01/2015)