Curitiba cria campanha pedindo respeito às mulheres na Copa (G1 – 24/06/2014)

A Prefeitura Municipal de Curitiba lançou a campanha “Não means no”, em português – “Não significa não”, para evitar a violência sexual contra mulheres durante a Copa do Mundo. De acordo com a secretária municipal da Mulher Roseli Isidoro (PT), o foco principal da conscientização é garantir o respeito às mulheres principalmente durante a realização de grandes eventos. “Nós também valorizamos a iniciativa das mulheres em dizer não quando ela se sentirem contrariadas”, enfatiza Roseli.

Campanha quer garantir o respeito às mulheres (Foto: Divulgação / Prefeitura)

Segundo a Delegacia da Mulher, entre janeiro e abril de 2014 foram registrados 2.480 casos de denúncias de violência contra a mulher em Curitiba. Conforme Roseli, a campanha também visa diminuir esses índices. “Esses dados são preocupantes e representam um aumento de 25% em relação ao mesmo período do ano passado”.

O cartaz da conscientização foi divulgado em vários pontos de acesso e de turismo da capital e, além de em inglês, exibe a frase em espanhol, russo e alemão. O rodapé do cartaz ainda destaca a frase – “Regardless of where you are from, you must respect our womem”, em português – “Independentemente de onde você é, você deve respeitar nossas mulheres”.

A campanha também foi divulgada nas redes sociais na página da prefeitura e até a manhã desta terça-feira (24) tinha mais de 1,5 mil compartilhamentos. “O nosso alerta já está dado para quem quiser ouvir – aqui não”, completa Roseli.

Segundo dados do Ministério do Turismo, até o final da Copa Curitiba deve receber cerca de 160 mil turistas. Desse total, 26 mil são estrangeiros e 134 mil são brasileiros. Na quinta-feira (26), a capital recebe o quarto e último jogo pelo mundial na Arena da Baixada. O confronto será entre Argélia e Rússia e começa às 17h.

 

Acesse o site de origem: Curitiba cria campanha pedindo respeito às mulheres na Copa (G1 – 24/06/2014)