Curso prepara profissionais de saúde e segurança para casos de violência sexual

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

(MJ – 22/09/2015) O atendimento mais humanizado reduz exposição da pessoa que sofreu a violência, evitando que seja submetida a vários procedimentos

A secretária nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Regina Miki, abriu, nesta terça-feira (22), em Brasília (DF), a quinta edição do curso “Atenção Humanizada às Pessoas em Situação de Violência Sexual com Registro de Informações e Coleta de Vestígios”. O treinamento, com duração de quatro dias, pretende aperfeiçoar os serviços prestados pelo Estado às vítimas desse tipo de crime.

curso atencao humanizada_mj_viver sem violencia_Allan de CarvalhoMJ

Treinamento visa aperfeiçoar os serviços prestados pelo Estado às vítimas de violência (Foto: Allan de Carvalho/MJ)

Participam da capacitação profissionais da área de segurança pública e da rede pública de atendimento do Sistema Único de Saúde, para o atendimento humanizado às vítimas de violência sexual, observando-se os diferentes níveis de atuação de cada profissional. Os participantes ainda são orientados a realizar o registro de informações e a coleta de vestígios de crimes desta natureza, de modo a evitar situações de revitimização e possibilitar a responsabilização dos autores da agressão.

“É fundamental qualificar todos que atuam de alguma forma com a violência contra a mulher”, disse Regina Miki. Ela destacou a importância da humanização. “O atendimento mais humanizado reduz exposição da pessoa que sofreu a violência, evitando que seja submetida a vários procedimentos”, explicou ela. Regina reforçou ainda a melhoria na coleta dos elementos para a responsabilização dos autores da violência.

O curso, parte integrante das ações do Programa ‘Mulher: Viver Sem Violência’, é resultado de parceria entre o Ministério da Saúde, do Ministério da Justiça, e da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República.

Esta é a quinta edição do curso e conta com 87 profissionais dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. Nas demais edições realizadas foram capacitados 70 trabalhadores da área de segurança pública e 228 da área de saúde do Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Roraima, Sergipe, Tocantins.

Durante a solenidade, foi lançada a ‘Norma Técnica Atenção Humanizada à Pessoas em Situação de Violência Sexual com Registro e Coleta de Vestígios’, para orientar o trabalho dos profissionais em todo o Brasil.

A mesa de abertura também teve a participação da secretária de Articulação Institucional e Ações Temáticas da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR), Rosali Scalabrin; e das coordenadoras-gerais da Saúde das Mulheres, Esther Vilela; e de Vigilância de Doenças e Agravos Não-Transmissíveis, Marta Silva, ambas do Ministério da Saúde.

Acesse no site de origem: Curso prepara profissionais de saúde e segurança para casos de violência sexual (MJ – 22/09/2015)