De cada mil mulheres em Cachoeiro (ES), 12,36 já sofreram atos de violência (Aqui notícias – 16/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Em Cachoeiro de Itapemirim, 1,2 mil boletins de ocorrência já foram registrados na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) neste ano. Isso quer dizer que aproximadamente 12,36 entre cada mil mulheres da cidade sofreram com algum tipo de violência doméstica no período, considerando que o município tem uma população feminina de 97.044 pessoas, conforme dados do último censo geográfico.

O número é considerado muito alto, mas a delegada Edilma de Oliveira, titular da Deam de Cachoeiro, afirma que oíndice se manteve na média em relação ao último ano, quando foram registrados aproximadamente 2 mil ocorrências.

Oliveira destaca, também, os bons resultados do projeto Visita Tranquilizadora, implantado ano passado, no qual a delegacia faz requerimentos à Polícia Militar para que seja feito acompanhamento periódico às vítimas de casos mais graves. “Se o agressor estiver descumprindo a medida protetiva, o fato é comunicado ao juiz para que seja decretada a prisão preventiva dele”, complementa.

Até setembro, também deverá ser colocado em prática o projeto Homem que é Homem, que visa obrigar os agressores que se encontram em medida protetiva passem por cursos de conscientização a respeito dos direitos das mulheres. Entretanto, o projeto ainda está em fase de discussão.Desafios

Segundo a delegada da Deam de Cachoeiro, 90% dos crimes contra as mulheres são motivados pelo abuso de álcool e drogas ou por ciúmes. “As causas que originam a violência doméstica e familiar não mudam. Enquanto não houver um sério combate às principais motivações, a violência vai existir”, opina.

Outro sério problema é o fato de grande parte das mulheres vítimas de violência doméstica retirarem suas queixas, por medo de represálias ou mesmo. Com isso, o agressor não é punido e as chances de reincidência são enormes. Oliveira aponta ainda que a grande extensão geográfica de Cachoeiro, que tem muitos distritos e localidades rurais, também é um fator complicador.

Dez anos da Lei Maria da Penha

No último dia 7 de agosto, completaram-se 10 anos em que foi sancionada da Lei Maria da Penha, que teve grande importância para a tipificação e punição dos crimes de violência doméstica e também por trazer o tema de vez para a esfera pública. Entretanto, a aplicação da lei ainda sofre muitos obstáculos Um deles é a ausência de delegacias 24h para atendimento especializado às mulheres, que já está previsto na legislação, como destaca reportagem recente da Agência Brasil. A Deam de Cachoeiro, por exemplo, funciona somente de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, como é padrão em outras delegacias.

Acesse no site de origem: De cada mil mulheres em Cachoeiro, 12,36 já sofreram atos de violência (Aqui notícias – 16/08/2016)