Defensoria lança Campanha do Laço Branco pelo fim da violência contra as mulheres (Defensoria MT – 29/11/2013)

A Defensoria Pública de Mato Grosso lança no próximo dia dois de Dezembro a Campanha do Laço Branco, cujo tema é “Homens pelo fim da violência contra as mulheres”. O evento será realizado no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), às 10h, e a campanha permanece ao longo da semana, sendo encerrada em seis de Dezembro, Dia Nacional da mobilização dos homens contra a violência doméstica.

Defensoria lança Campanha do Laço Branco pelo fim da violência contra as mulheres

Defensoria lança Campanha do Laço Branco pelo fim da violência contra as mulheres

Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Estado, a Defensora Pública Rosana Leite de Barros ressalta a importância da realização deste movimento e o papel que a Defensoria esta desempenhando em prol da sociedade. “Essa campanha tem primordial importância para mobilizar os homens e mostrar que além de não praticarem violência contra mulheres, repudiam a pratica”.

A Defensora destaca ainda o crescente número de casos de violência doméstica registrado nos últimos três anos no Estado. Segundo ela, foram pouco mais de 21 mil casos em 2010, cerca de 24 mil em 2011 e mais de 32 mil em 2012.

Dessa forma, como símbolo da campanha, todos os homens contrários a qualquer forma de agressão contra as mulheres devem utilizar um laço branco entre os dias dois e seis de Dezembro. Além disso, ao longo da semana serão realizadas palestras, panfletagens e blitz educativa, esta sob responsabilidade da Polícia Militar.

Antes disso, no entanto, nesta sexta-feira (29), o Fórum de Articulação das Mulheres e o Conselho Estadual presidido por Rosana, divulgarão a campanha na Praça Alencastro. O projeto é uma iniciativa da Defensoria Pública e do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, com apoio da Sala da Mulher da Assembleia Legislativa.

A Campanha

A Campanha do Laço Branco surgiu no Canadá em seis de Dezembro de 1989, quando o jovem Marc Lepine (25 anos), armado com uma submetralhadora, entrou na Escola Politécnica de Montreal e determinou que todos os homens se retirassem, deixando apenas as mulheres.

Lepine atirou nas 14 mulheres que permaneceram no local. Todas morreram e ele cometeu suicídio. Após o episódio, no dia seis de Dezembro daquele ano vários homens saíram às ruas vestindo roupas brancas, a fim de afirmar que não concordavam com a atitude do assassino, bem como abominavam a prática de violência contra mulheres e, assim, se consagrou o Dia Internacional de mobilização masculina pelo fim da violência doméstica. A Lei nº 11.489/07 instituiu a data no Brasil.

Acesse no site de origem: Defensoria lança Campanha do Laço Branco pelo fim da violência contra as mulheres (Defensoria MT – 29/11/2013)