Defensoria participa de vistoria em terreno onde deve ser construída Casa da Mulher Brasileira (DPMT – 13/09/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Representantes da Defensoria Pública do Estado e de vários segmentos do Estado vistoriaram, na tarde desta segunda-feira (12), o terreno onde deve ser construída a Casa da Mulher Brasileira, em Cuiabá. O imóvel possui 8,6 mil metros quadrados e está localizado ao lado do Fórum da Capital.

Na oportunidade, a Defensora Pública e Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Estado, Rosana Leite Antunes de Barros, elogiou o terreno, especialmente no que diz respeito à acessibilidade, e disse estar feliz e esperançosa com mais este passo dado rumo à concretização desse espaço que busca atender e amparar a mulher vítima de violência.

Vistoria no terreno onde deve ser construída a Casa da Mulher Brasileira, em Cuiabá.

Vistoria no terreno onde deve ser construída a Casa da Mulher Brasileira, em Cuiabá.

“A Casa da Mulher Brasileira irá concentrar no mesmo espaço físico os principais serviços multidisciplinares de atendimento às mulheres, visando, principalmente, garantir e facilitar o acesso aos serviços públicos, o atendimento integral, especializado e humanizado, bem como viabilizar a integração operacional dos serviços”, explicou Rosana Leite.

Conforme o Secretário de Estado de Trabalho e Assistência Social, Valdiney de Arruda, o próximo passo será agendar uma visita do Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e da Secretária Especial de Políticas para as Mulheres do Ministério da Justiça e Cidadania, Fátima Lúcia Pelaes, para validação do terreno. “O aporte financeiro para a implantação da unidade já está garantido e, aprovando o imóvel, podemos dar início às obras ainda neste ano. A abertura deste espaço reafirma o compromisso do Governo de Mato Grosso com fortalecimento e criação de políticas públicas voltadas para as mulheres”.

Também presente na vistoria, o Secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, Marcio Dorileo, ressaltou a importância da união de todos os segmentos do Estado em prol da proteção e acolhimento das mulheres. “Ver essa união nos motiva e emociona. Lutar pelos direitos da mulher, é lutar pelas famílias. Essa é uma corrente do bem, que sempre poderá contar conosco”.

Participaram ainda da vistoria, a Defensora Pública que atua na Vara de Violência Doméstica, Maila Aletéa Zanatta, além de representantes do Governo, Ministério Público, MTMamma, Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher, da Marcha Mundial das Mulheres, do Fórum de Enfrentamento a Violência Contra as Mulheres do Campo, da Floresta e das Águas e Movimento Negro.

A Casa

A casa é dividida em vários setores que abrangem a Delegacia Especializada da Mulher, o setor Psicossocial, o Judiciário, a Defensoria Pública e o Ministério Público, a área de trabalho e renda, salas multiuso, auditório, refeitório, alojamento de passagem e área de convivência.

Gabriela Galvão
Assessoria de Imprensa

Acesse no site de origem: Defensoria participa de vistoria em terreno onde deve ser construída Casa da Mulher Brasileira (DPMT – 13/09/2016)