Defensoria Pública participa de lançamento do aplicativo PLP 2.0 (DPRS – 22/12/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Foi lançado na última quinta-feira (17) o aplicativo para smartphone PLP 2.0, destinado a mulheres vítimas de violência doméstica e familiar com medida protetiva de urgência deferida pelo Judiciário. O evento ocorreu na sede da Secretaria de Segurança Pública, em Porto Alegre, e teve a presença do Subdefensor Público-Geral para Assuntos Institucionais, Marcelo Dadalt, da Defensora Pública Dirigente do Núcleo de Defesa da Mulher, Lísia Mostardeiro Velasco Tabajara, e da Ouvidora-Geral da Defensoria Pública, Denise Dourado Dora.

Defensoria Pública participa de lançamento do aplicativo PLP 2.0 (Foto: Cristiane Pastorini/Ascom DPERS)

Defensoria Pública participa de lançamento do aplicativo PLP 2.0 (Foto: Cristiane Pastorini/Ascom DPERS)

A ação é uma iniciativa da ONG Themis – Gênero, Justiça e Direitos Humanos, em parceria com o Instituto Geledés, efetivada por meio de um acordo firmado em dezembro de 2014 entre a Defensoria Pública do Estado, o Poder Judiciário, o Ministério Público Estadual, a Brigada Militar, a Polícia Civil, a Associação de Juízes do RS (Ajuris) e Secretarias de Estado. O aplicativo é fácil de usar e promete agilizar o atendimento de casos extremos de violência e fortalecer a rede de proteção à mulher.

Inicialmente, o aplicativo será usado por duas mulheres em situação de violência moradoras do bairro Restinga, zona sul da capital. As usuárias do APP serão selecionadas pela Justiça.

Também estiveram presentes o Governador José Ivo Sartori; a Primeira-Dama, Maria Helena Sartori; o Secretários de Segurança Pública, Wantuir Jacini, o Secretário de Direitos Humanos, Cesar Faccioli; o Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador Tasso Caubi Soares Delabary; O Coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do MP, Luciano Vaccaro, entre outras autoridades.

Como funciona

Ao acionar o dispositivo, o telefone dispara uma mensagem para a Brigada Militar, que receberá a informação e a localização da vítima, através de informação de GPS. A polícia obtém, de imediato, na tela do DCCI todas as informações do caso desta mulher.

Campanha de doação de celular

A AJURIS realiza, desde 2014, o recolhimento de aparelhos celulares em desuso para colaborar no processo de fortalecimento do PLP 2.0. Na campanha os interessados em colaborar podem entregar os celulares na sede da AJURIS (Rua Celeste Gobbato, nº 81, Porto Alegre).

Texto: Cristiane Pastorini

Acesse no site de notícias: Defensoria Pública participa de lançamento do aplicativo PLP 2.0 (DPRS – 22/12/2015)