Delegacia da Mulher terá espaço exclusivo em Bauru (JCNet – 08/06/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Até o final deste mês, DDM passará a ocupar todo o piso superior da Central de Polícia Judiciária, localizada na quadra 23 da av. Rodrigues Alves

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) voltará a ter um espaço exclusivo em Bauru. A exemplo das demais unidades da Polícia Civil na cidade, a DDM foi para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) em 2013, porém, foi constatada a necessidade de separar o setor destinado a atender crimes contra a mulher, como violência doméstica e estupro, entre outros.

Assim, o piso superior da CPJ será preparado para receber a Delegacia da Mulher. São sete salas que, a partir de junho, terão uso exclusivo da DDM, com o intuito de prestar um atendimento mais adequado às mulheres. “Quem vai prestar um depoimento ficará mais à vontade para falar, será um espaço somente para as mulheres, como acontecia antes. Muitos crimes envolvem questões íntimas, violência sexual, violência doméstica, então ter um local reservado é importante”, menciona a delegada titular da DDM de Bauru, Priscila Bianchini.

O diretor do Deinter-4, Marcos Mourão, concorda que é necessário um espaço exclusivo à Delegacia da Mulher. “A forma como está separado o atendimento atual não é a mais adequada. Deixando a parte de cima da CPJ só para a DDM, o atendimento vai melhorar, as mulheres vítimas de violência ficarão mais à vontade, justamente por ser um setor mais isolado do restante do prédio”, define.

“Vamos adequar salas nos próximos dias, mas em breve já estará em ordem para a Delegacia da Mulher funcionar ali”, completa.

Estrutura

A DDM tem duas delegadas – além da titular Priscila Bianchini, trabalha no setor a delegada – e mais seis escrivãs. No setor de investigação, há mulheres e homens, até porque parte do trabalho envolve o contato com os autores e suspeitos dos crimes – quase sempre, homens.

“Quem for fazer uma primeira denúncia, ainda poderá ser atendido no plantão, pois em todos os turnos há mulheres trabalhando e que podem registrar a queixa, que é mais genérica”, retoma a delegada.

“Mas a partir daí, todo o trabalho fica concentrado com a Delegacia da Mulher para investigação”.

“Quando a mulher voltar para prestar depoimento mais detalhado, por exemplo, será atendida sempre na parte de cima. Esperamos estar com a delegacia lá até o fim do mês”, conclui.

Brinquedoteca

Até 2013, quando a Delegacia de Defesa da Mulher ainda funcionava na rua Araújo Leite, havia uma brinquedoteca, que será reativada no piso superior da CPJ. “Muitas mulheres precisam trazer filhos pequenos, não têm com quem deixar. Tendo a brinquedoteca, a mãe sabe que, se precisar vir com a criança, não tem porque se preocupar: ela ficará em um local seguro. E é bom porque não expõe a criança ao depoimento da mãe”, explica a delegada Priscila Bianchini.

Thiago Navarro

Acesse no site de origem: Delegacia da Mulher terá espaço exclusivo em Bauru (JCNet – 08/06/2016)