Deputado reforça necessidade de implantação da Delegacia da Mulher em Sinop (ALMT – 13/02/2017)

A Delegacia Regional de Sinop é responsável por 26 unidades municipais que atendem 498.300 habitantes, sendo que 150 mil residem na cidade sede

Aprovada em 2013, a criação da Delegacia de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso em Sinop ainda não saiu do papel. Esse foi o objeto de uma indicação apresentada pelo deputado Dilmar Dal’ Bosco (DEM), autor do pedido que resultou na determinação de implantação dessa unidade especializada no município, ao governador Pedro Taques (PSDB), com cópia ao secretário de Segurança Pública, Rogers Elizandro Jarbas.

Deputado Dilmar Dal Bosco (Foto: Marcos Lopes/ALMT)

Deputado Dilmar Dal Bosco (Foto: Marcos Lopes/ALMT)

O parlamentar explica que, obedecendo aos parâmetros legais, a lei autorizando a implantação da Delegacia Especializada da Mulher determinava que as despesas decorrentes da efetivação ficariam a cargo do orçamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública e, por isso, não havia fixação de valores e prazos para investimentos.

“Minha solicitação ao governo da época era a criação de duas unidades especializadas, sendo a Delegacia de Roubos e Furtos e a da Defesa da Mulher. Felizmente a Derf, ainda que de forma provisória, já foi instalada, restando apenas a necessidade de efetivação da Delegacia da Mulher. Nossa urgência é por um espaço quer proporcione acolhimento, atenção especial em casos como de violência doméstica e abusos sexuais”, reivindicou o parlamentar.

A Delegacia Regional de Sinop é responsável por 26 unidades municipais que atendem 498.300 habitantes, sendo que 150 mil residem na cidade sede. Apesar de reunir uma quantidade expressiva de moradores, a regional não conta com nenhuma unidade especializada, em detrimento de regionais menores como Rondonópolis, Tangará da Serra, Cáceres e Barra do Garças.

A unidade solicitada por Dilmar é especializada no acolhimento dos crimes de violência doméstica e sexual praticados contra as mulheres, bem como as crianças e adolescentes, independente de sexo. Ainda efetua o atendimento aos idosos que necessitam de atenção especial em casos de maus-tratos, abusos e crimes conexos. Para que o serviço oferecido à sociedade seja completo, existe a necessidade de convênio com outros órgãos estaduais, municipais e faculdades, no tocante à assistência psicológica, social e outros profissionais específicos.

Por Raphaella Padilha/ Assessoria de Gabinete

Acesse no site de origem: Dilmar reforça necessidade de implantação da Delegacia da Mulher em Sinop (ALMT – 13/02/2017)